A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

26/01/2015

Carrega Benfica

26/01/2015 + 8 Comentários
O BENFICA GANHOU TRÊS PONTOS AO FCP? NÃO! PODE GANHAR SE VENCER EM PAÇOS DE FERREIRA.


Por agora há pouco a dizer depois da jornada iniciada na passada sexta-feira e a concluir com o encontro do "Glorioso" nesta segunda-feira, com início às oito da noite! Mas pode haver muito para contar logo pelas 21:45 horas.

Depois de ontem...
A derrota do FC Porto só fez aumentar a ansiedade dos Benfiquistas. Se o Benfica vencer - e não há UM Benfiquista que não acredite - o Bicampeonato Nacional estará muito mais próximo. Apesar de ficarem a faltar 16 jogos que correspondem a 48 pontos em disputa. Mas há margem mais folgada para a recepção ao Boavista FC e principalmente para a difícil deslocação ao estádio do Sporting CP. Até porque eu tenho-me sentido argelino mas parece que vale de pouco... Ao reler o que escrevi tenho uma correcção a fazer. talvez haja um benfiquista que não acredite, até nem queira. Quem? Pedro Proença!

Mas o que é isto...


Não há nenhum recorde com 755 minutos sem sofrer golos
Quando me contaram - um leitor deste blogue e mentor/produtor de outros blogues Benfiquistas - que o Record e o zerozero anunciaram na passada segunda-feira um recorde de 755 minutos atribuído a Silvino, pasmei. Não me recordava de tal, mas a memória com a idade não vai para melhor! E algo ingénuo, mas também para recordar os recordes do "Glorioso" que é sempre bom ter presente, fui verificar. Ilusão! Quer o zerozero (consultei as fichas dos jogos) quer o Record (tenho as digitalizações das fichas dos jogos) e o Almanaque são unânimes. Estão correctas. Mas o Record e zerozero fazem notícias, inventando um recorde, que os seus arquivos não sustentam! Não há nenhum recorde de 755 minutos conseguido por Silvino, mas eles dizem que sim! Antes houvesse, embora não tivesse sido obstáculo à conquista do título de campeão nacional em 1988/89.


MELHORES SÉRIES DO BENFICA SEM SOFRER GOLOS NO CAMPEONATO NACIONAL
11
9
8
7
7
7
7
7
1985/86
(6-16)
1977/78
(12-20)
1971/72
(11-18)
2014/15
(11-17)
1980/81
(1-7)
1988/89
(7-13)
1988/89
(23-29)
2005/06
(12-18)
Bento
1065'
Bento
829' + 10'
J. Henrique
836'
J. César
719'
Bento
714'
Silvino
713'
Silvino
709'
Quim
638'
V 2-1  (66')
V 3-2 (01')
V 5-1 (64')
V 2-1 (89')
E 1-1 (80')
E 1-1 (02')
V 2-1 (39')
D 2-3 (00')
V 2-0
V 3-0
Bento  80'
Fidalgo 10'
V 6-0
V 2-0
V 1-0
V 3-0
V 3-0
E 0-0
V 5-0
E 0-0  FCP
V 3-0
V 3-0
V 3-0
V 1-0
V 1-0
V 1-0
V 2-0
V 1-0
V 3-0
V 2-0
V 6-0
V 2-0
V 2-0
V 1-0
V 4-0
V 3-0
V 3-0 SCP
V 1-0
V 2-0
E 0-0 FCP
V 2-0
V 1-0
V 1-0
V 1-0  SCP
V 2-0
V 3-0
V 2-0
V 2-0
V 1-0
V 1-0
V 1-0
E 0-0
V 1-0 FCP
V 3-0
V 1-0
E 0-0
V 4-0
V 2-0
V 1-0
V 2-0
V 2-0
V 4-0
V 4-0
E 0-0
E 0-0 FCP
V 3-0
V 1-0
E 0-0
E 0-0

D 1-2 (04')
V 2-1 (80')
V 2-1 (40')
V 3-1 (08')
E 0-0 SCP
V 2-0 BFC
V 3-1 (52')





V 1-0
V 5-1 (28')






E 0-0FCP*







V 2-1 (09')







NOTA: * O árbitro Raul Nazaré marcou uma grande penalidade, aos 73 minutos, para Fernando Gomes interromper o recorde de Bento, que ameaçava ser absoluto no campeonato nacional desde 1934/35. Bento defendeu. Seis épocas depois (1992/93) Vítor Baía, guarda-redes do FC Porto, bateu o recorde de Bento com pelo menos dois golos mal invalidados e praticamente sem fazer defesas que havia sempre uma falta qualquer a penalizar o adversário


Tudo por tudo pela vitória frente ao FC Paços Ferreira
O histórico de confrontos serve "apenas" para comparar grandeza entre clubes, nunca equipas, pois estas se mudam de jogo para jogo, alteram-se muito mais entre épocas e abissalmente entre decénios. Em termos de clubes, comparando SLB e FC Paços de Ferreira, nem são necessárias análises aos resultados para "medir grandezas". Mas podem-se quantificar. Em 40 jogos, mais 30 vitórias (33 triunfos, contra 3 derrotas e 4 empates) e mais 74 golos (108 marcados e 34 consentidos). Nem há comparações.

  JOGOS TOTAIS POR COMPETIÇÃO
  com FC Paços de Ferreira
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
 40
33
4
3
108
34
Campeonato Nacional
 33
 27
3
3
89
29
Taça de Portugal
 5
4
1
-
16
4
Taça da Liga
 1
 1
-
-
2
1
Particular
 1
 1
-
-
1
0

Última derrota em 2005/06, último empate em 2006/07
Há ainda um empate, na "Catedral", em 2012/13 na 2.ª mão das meias-finais da Taça de Portugal numa eliminatória que ficou resolvida, vitória por 2-0, em Paços de Ferreira. Para o campeonato nacional, como forasteiro o "Glorioso" avança no tempo com uma marca impressionante: 2-1, 4-3, 3-1, 5-1, 2-1, 2-1 e 2-0. Sete vitórias consecutivas nos últimos sete jogos no estádio da Mata Real, com 20 golos marcados para oito consentidos. Mas o adversário, em sete jogos, apenas não marcou na temporada passada (2013/14). Os números valem o que valem, costuma dizer-se!

      TODOS OS 40 SLB vs FC Paços de Ferreira
Jogo
N.º
Época
Comp
Sit
V
E
D
01
82/83
TP
F
5-1


02
87/88
TP
F
4-1


03
91/
92
CN
F

1-1

04
CN
C
4-0


05
92/
93
CN
C
5-0


06
CN
F
2-0


07
93/
94
CN
F
2-1


08
CN
C
2-1


09
97/98
Par
F
1-0


10
00/
01
CN
F

0-0

11
CN
C


2-3
12
01/
02
CN
F


1-2
13
CN
C
4-0


14
02/
03
CN
C
7-0


15
CN
F
3-1


16
03/
04
CN
F
3-0


17
CN
C
2-1


18
05/
06
CN
C
2-0


19
CN
F


1-3
20
06/
07
CN
F

1-1

21
CN
C
3-1


22
07/
08
CN
F
2-1


23
TP
C
4-1


24
CN
C
4-1


25
08/
09
CN
F
4-3


26
CN
C
3-2


27
09/
10
CN
F
3-1


28
CN
C
3-1


29
10/
11
CN
C
2-0


30
CN
F
5-1


31
TL
N
2-1


32
11/
12
CN
C
4-1


33
CN
F
2-1


34

12/
13
CN
F
2-1


35
TP
F
2-0


36
CN
C
3-0


37
TP
C
1-1

38
13/
14
CN
C
3-1


39
CN
F
2-0


40
14/
15
CN
C
2-0


41
CN
F



TOTAIS

40 J - 33 - 4 - 3  (108/34)

CCAARRRREEGGAA BBEENNFFIICCAA

Alberto Miguéns

NOTA FINAL: Programo nos fins-de-semana (adiantando-as) as "postas" para a semana seguinte. Depois é fazer os ajustes e terminá-las entre o jantar e a deita para serem editadas pela meia-noite. Tudo isto para dizer que acabei de alterar o que estava previsto para 30 de Janeiro: de «O Mais Belo n.º 138» para «Ovo do Réptil» a propósito de algo que há muito penso que irá acontecer e que vai tendo preliminares como as ameaças (concretas e físicas) a árbitros. O portismo pintecostista é semelhante ao nazismo hitleriano. Não vai tolerar a superioridade do Benfica. Vai colocar o futebol português (e talvez parte da sociedade) a "ferro e fogo". Se o vai conseguir, isso não sei, pois não tenho bola de cristal. Mas que penso que eles vão estrebuchar e tentar intimidar, de forma generalizada, isso tenho a certeza da minha opinião. Que não passa disso. De uma opinião. Mas depois (30 de Janeiro) "falamos".

Previsão para a semana de 27 de Janeiro a 1 de Fevereiro
De 26 para 27 de Janeiro: Que Benfica depois de Paços de Ferreira;
De 27 para 28 de Janeiro: Record(es) e tretas ;
De 28 para 29 de Janeiro: Porque não te calas;
De 29 para 30 de Janeiro: Ovo do Réptil;
De 30 para 31 de Janeiro: Venha lá o nosso Petit;
De 31 de Janeiro a 1 de Fevereiro: A caminho de Alvalade


8 comentários
comentários
  1. André Almeida, e não André Gomes. Excelente artigo. Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai, ai André Gomes. Aquele golo ao FCP!

      Eliminar
  2. Permita-me apenas uma correcção caríssimo, na primeira imagem onde se lê "André Gomes", deverá ler-se "André Almeida". Despeço-me com um viva ao Benfica: Viva!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João

      O subconsciente a querer a troca. Mas André Almeida agora é n vezes melhor! É nosso!

      Eliminar
  3. É André Almeida, em vez de Andr´Gomes.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Caro,
    Por curiosidade, poderia publicar o registo do recorde do Vítor Baía em formato idêntico ao que usou neste post, incluindo indicação dos dois golos mal invalidados?
    Um bem haja,
    Filipe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Filipe

      Vou tentar. Terei de me lembrar num dia que vá à BNP. O recorde foi concretizado entre a 4.ª jornada (D 0-1; golo do CS Marítimo no 1.º minuto; 15 de Setembro de 1991) até 17.ª jornada (E 1-1; golo do Vitória SC Guimarães aos 22 minutos; 5 de Janeiro de 1992).

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail