A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

14/12/2014

Como Estou em Estágio

14/12/2014 + 4 Comentários API
E JÁ ESTÁ TUDO DITO AGORA É ESPERAR. E NÃO DESESPERAR.


Que o Benfica é roubado à grande já sabemos;
Que o Benfica está proibido de ter grandes penalidades a favor já sabemos;
Que o Benfica está sujeito a ter jogadores expulsos já sabemos;
Que o Benfica vai estar com os futebolistas limitados com cartões amarelos já sabemos;
Que com o FCP é tudo ao contrário já sabemos;
Mesmo assim... ganhem! 

Estes jogos em “casa” do FC Porto não são apenas jogos de futebol
Por isso abstenho-me de qualquer comentário deixando apenas todos os 132 resultados do “Glorioso” em terreno hostil.

RESULTADOS COM O FCP NOS CAMPOS DO FC PORTO
Clássico
N.º
Competição
Resultado
1
Particular (1)
V 8-2
3
Torneio Internacional (*)
V 3-1
5
Particular (2)
V 5-0
7
Particular (3)
V 3-0
8
Particular (4)
V 9-1
9
Particular (5)
V 3-1
14
Particular (6)
V 3-2
17
Particular (7)
E 2-2
19
Particular (8)
E 3-3
21
Particular (9)
D 1-2
24
Particular (10)
D 0-3
26
Campeonato de Portugal (1/2 – 2.ª m)
D 0-3
27
Particular (11)
D 2-4
30
Campeonato de Portugal (1/4 – 1.ª m)
D 0-8
32
Campeonato da I Liga
D 1-2
34
Particular (12)
D 0-2
35
Campeonato da I Liga
E 2-2
37
Particular (13)
D 1-3
39
Particular (14)
E 3-3
40
Campeonato da I Liga
D 1-2
43
Particular (15)
D 3-4
45
Campeonato da I Liga
E 2-2
46
Campeonato de Portugal (1/4 – 1.ª m)
D 2-4
48
Torneio Natal/Ano Novo
E 4-4
50
Campeonato Nacional da I Divisão
E 3-3
51
Taça de Portugal
D 1-6
53
Campeonato Nacional da I Divisão
D 2-4
56
Campeonato Nacional da I Divisão
D 2-5
57
Torneio da Páscoa
D 3-4
58
Taça de Portugal (1/4 – 1.ª m)
D 3-4
61
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-4
64
Campeonato Nacional da I Divisão
V 4-2
65
Campeonato Nacional da I Divisão
E 2-2
68
Campeonato Nacional da I Divisão
D 3-4
71
Campeonato Nacional da I Divisão
V 2-0
72
Campeonato Nacional da I Divisão
D 2-3
75
Campeonato Nacional da I Divisão
V 2-0
78
Campeonato Nacional da I Divisão
D 3-4
79
Campeonato Nacional da I Divisão
V 1-0
81
Campeonato Nacional da I Divisão
D 2-5
83
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-3
85
Particular (16) **
V 8-2
87
Torneio Quadrangular
V 3-2
88
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
92
Campeonato Nacional da I Divisão
D 3-5
97
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-3
98
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-3
101
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-3
102
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-1
105
Campeonato Nacional da I Divisão
E 0-0
109
Campeonato Nacional da I Divisão
E 2-2
111
Campeonato Nacional da I Divisão
D 2-3
112
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
113
Particular (17)
D 0-1
114
Taça de Portugal (1/8 – 1.ª m)
E 2-2
118
Campeonato Nacional da I Divisão
V 2-1
121
Campeonato Nacional da I Divisão
E 1-1
124
Taça de Portugal (1/16 – 2.ª m)
E 1-1
126
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-1
127
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-2
130
Campeonato Nacional da I Divisão
E 1-1
132
Campeonato Nacional da I Divisão
E 1-1
134
Taça de Portugal (1/2 – 2.ª m)
D 0-3
135
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-1
138
Particular (18)
V 3-0
140
Campeonato Nacional da I Divisão
V 2-1
142
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-4
143
Campeonato Nacional da I Divisão
V 3-1
147
Campeonato Nacional da I Divisão
E 2-2
149
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
150
Taça de Portugal (1/2)
V 3-0
154
Campeonato Nacional da I Divisão
V 3-0
156
Campeonato Nacional da I Divisão
V 3-2
157
Particular (19)
D 1-3
159
Campeonato Nacional da I Divisão
V 1-0
162
Campeonato Nacional da I Divisão
E 1-1
163
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-1
166
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
168
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
171
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
173
Supertaça “Cândido Oliveira”
D 1-4
175
Taça de Portugal (1/4)
V 1-0
177
Campeonato Nacional da I Divisão
E 0-0
178
Taça de Portugal (Final)
V 1-0
180
Supertaça “Cândido Oliveira”
E 0-0
182
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-3
183
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-2
186
Supertaça “Cândido Oliveira”
D 0-1
187
Supertaça “Cândido Oliveira”
D 0-3
190
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-2
192
Supertaça “Cândido Oliveira”
E 0-0
195
Campeonato Nacional da I Divisão
E 2-2
196
Supertaça “Cândido Oliveira”
E 1-1
198
Particular (20)***
E 1-1
201
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-3
202
Taça de Portugal (1/2)
D 0-1
204
Campeonato Nacional da I Divisão
E 0-0
205
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-1
208
Taça de Portugal (1/4)
D 1-2
209
Campeonato Nacional da I Divisão
V 2-0
210
Campeonato Nacional da I Divisão
E 0-0
212
Supertaça “Cândido Oliveira”
D 0-1
215
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-1
216
Taça de Portugal (1/8)
E 1-1
220
Supertaça “Cândido Oliveira”
D 0-1
221
Campeonato Nacional da I Divisão
E 3-3
225
Supertaça “Cândido Oliveira”
E 0-0
227
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-2
229
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-3
231
Supertaça “Cândido Oliveira”
D 0-1
235
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-3
236
Campeonato Nacional da I Divisão
D 0-2
238
Campeonato Nacional da I Divisão
D 1-3
240
Liga Portuguesa
D 0-2
242
Liga Portuguesa
D 0-2
245
Taça de Portugal (1/8)
D 0-4
247
Liga Portuguesa
D 2-3
248
Superliga
D 1-2
250
Superliga Galp energia
D 0-2
255
Superliga Galp energia
E 1-1
256
Liga Betandwin.com
V 2-0
258
Bwin.com Liga
D 2-3
261
Bwin.com Liga
D 0-2
263
Bwin.com Liga
E 1-1
266
Liga Sagres
D 1-3
268
Liga ZON Sagres
D 0-5
269
Taça de Portugal (1/2 – 1.ª m)
V 2-0
272
Liga ZON Sagres
E 2-2
276
Liga ZON Sagres
D 1-2
278
Taça de Portugal (1/2 – 1.ª m)
D 0-1
280
Taça da Liga (Meia-final)
E 0-0 Vgp
281
Liga ZON Sagres
D 1-2
282
Primeira Liga
?
NOTAS: * Torneio para inaugurar o campo da Constituição;
** Jogo de inauguração do estádio das Antas;
*** Rebaixamento do campo no estádio das Antas

Os números não enganam
Nos últimos 48 jogos, ou seja desde que Pinto da Costa se humilhou ao perder, por 1-0, a Taça de Portugal em 1982/83 na final marcada para o seu estádio o "Glorioso" regista três vitórias, 14 empates e 31 derrotas. Três vitórias no mesmo período de tempo em que conquistou oito campeonatos nacionais!

RESULTADOS NOS CAMPOS DO FC PORTO
Competição
J
V
E
D
GM
GS
Campeonato Nacional
80
12
19
49
93
161
Taça de Portugal
17
4
3
9
18
40
Taça da Liga
1
-
1
-
0
0
Supertaça
10
-
4
6
2
12
Torneios
4
2
1
1
13
11
Particulares
20
8
4
8
59
39
TOTAIS
132
26
32
74
185
263

Logo às 20 horas há mais…

Alberto Miguéns


4 comentários
comentários
  1. Há mais, muito mais e espero tudo mas mesmo tudo.

    ResponderEliminar
  2. Bem, nos 80 Campeonatos disputados em Portugal, já se realizaram 160 Clássicos entre Dragões e encarnados. O FC Porto venceu 63 duelos, o Benfica ganhou 54 desafios, e registam-se 43 empates entre ambos. Identificamos neste balanço que o FC Porto acumula um saldo positivo de 9 vitórias.

    Pinto da Costa, que está na sua 33.ª temporada desportiva na Presidência do FC Porto, apresenta sem surpresas os melhores registos desse Clássico. Em 32 Campeonatos, defrontou o Benfica em 64 ocasiões (partidas apenas para a Liga), venceu 30 duelos, empatou 21 jogos, e foi derrotado em 13 desafios. Apresenta portanto um largo e confortável saldo positivo de vitórias. Pinto da Costa, em 32 jogos realizados no Porto (Antas e Dragão), apenas perdeu 2 duelos (ambos por 2-0, em 1990/91, que ditou a perda do Campeonato, e 2005/06). Em contraste, venceu 8 desafios na Luz, 5 deles neste século, inclusivamente em 2011 festejou o "Campeonato sem Luz", em pleno relvado do seu maior rival.

    Luís Filipe Vieira, o atual Presidente do Benfica, acumula 11 temporadas desportivas naquele cargo, e apresenta o pior registo da História dos Presidentes dos encarnados em Clássicos disputados com os Dragões para a Liga Portuguesa. Assim, nos anteriores 22 confrontos com o FC Porto para a Liga, Vieira como Presidente venceu 4 desafios, acumula 11 derrotas, e junta 7 empates – apresenta portanto um saldo negativo de 7 derrotas neste Clássico.

    Nesta competição de Presidentes, observamos, como já vimos em cima, que Pinto da Costa em 32 Campeonatos regista apenas 2 derrotas "caseiras" para a Liga. Em contraste, Vieira em 11 Campeonatos perdeu 4 duelos na Luz com os Dragões. A título de exemplo comparativo, Vale e Azevedo (muito provavelmente o pior Presidente da História do Benfica) foi durante 3 épocas desportivas Presidente dos encarnados, defrontou o FC Porto em 6 ocasiões para a Liga, venceu 2 desafios, empatou 1, e foi derrotado em 3 duelos. Todavia, nunca foi derrotado na Luz pelos Dragões. Este mero exemplo releva Vieira pela negativa: é, sem dúvida, e de forma destacada, o pior Presidente da História do Benfica nos confrontos diretos para a Liga com o FC Porto.

    Finalmente, e pela singularidade, Jesus cumpre a sua 6.ª temporada consecutiva no comando técnico dos encarnados. Disputou em 5 épocas desportivas 10 Clássicos para a Liga, e também ele com uma saldo negativo: 2 vitórias, 2 empates e 6 derrotas. Curiosamente, as duas únicas vitórias foram conseguidas em temporadas em que o Benfica de Jesus se sagrou Campeão Nacional.

    As estatísticas definem meras tendências, e elas podem ditar ou não que se o Benfica de Jesus vencer o FC Porto para a Liga, os encarnados serão Campeões Nacionais.

    Desejo para mais logo, um bom Clássico, bem jogado, sem casos, com fair-play, e que vença o melhor, claro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Paulo Teixeira

      Que vença o Benfica!

      Nesses 160 jogos para o campeonato o FCP venceu 63 e em muitos deles não foi o melhor. A melhor prova é que o Benfica em 80 conquistou 33 e o FCP ficou-se pelos 27. Mas venceu mais jogos. Pois... Não há nenhum país da Europa (no Mundo não sei) em que o clube com mais títulos de campeão nacional não tenha vencido mais jogos frente ao 2.º clube com mais títulos. O que é lógico!

      Menos em Portugal. Mas era assim até PdC viciar os resultados. Se vicia a História do seu clube...

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Toda a gente ja sabe o que a casa gasta. Uns olham para o lado e nao querem admitir a verdade, pois nao querem passar vergonhas. Outros nao querem utilizar os mesmo metodos que os outros para que nao sejam acusados daquilo que acusam os portistas.

    Enquanto que as mesmas pessoas estiverem a frente do futebol desde ha 30 e tal anos o resultado sera o mesmo. Tudo na mesma como a lesma. Felizmente nada dura para sempre e veremos nos proximos 30 anos do futebol portugues mudancas radicais em comparacao com os ultimos 30. Disso nao tenho duvidas.

    Por sorte temos registos de tudo o que se passou no desporto portugues. Porque senao daqui a 30anos iria-se idolatrar a pessoa mais corrupta trapaceira e aldrabona que vimos na historia do futebol portugues. So espero e que daqui a 30 anos essa pessoa esteja viva para testemunhar a queda do seu reino corrupto. Nao ver o fim do futeluso seria uma lastima

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail