A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

07/10/2014

Um Clube Muito Grande Para Um Futebol Muito Pequeno

07/10/2014 + 7 Comentários API
NÃO HÁ ESTÁDIOS NA COVILHÃ PARA RECEBER O GLORIOSO! JÁ SE SABIA! OS QUE HÁ ATÉ COSTUMAM SER GRANDES!



Há alguns dias (3 de Outubro de 2014) quando soube o resultado do sorteio, no EDB escreveu-se o seguinte:

«Um estádio com três mil lugares para receber o "Glorioso" que tem como adeptos cerca de 70 por cento dos beirões do interior (Castelo Branco, Guarda e Viseu)?»

Dois "estádios" na cidade
O estádio Santos Pinto tem 1 774 lugares, enquanto o do Complexo Desportivo pode acomodar 3 352 espectadores. Mais do que suficiente...

Qualquer deles é grande de mais...
São números impressionantes para a realidade do futebol na Covilhã, pois segundo os valores que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional publica, as assistências em 2014/15 representam uma média de 445 espectadores (495 para a Liga em 7 jogos, mas o SC Covilhã fez oito!).

JOGOS NA COVILHÃ DO SC COVILHÃ
Data
Competição
Adversário
N.º Total de
Espectadores
Prova
Fase
27/Jul
Taça Liga
1.ª/1.ª j
SC Freamunde
396
30/Jul
Taça Liga
1.ª/2.ª j
Portimonense SC
(1) 100
16/Ago
II Liga
2.ª jorn
FC Porto B
677
27/Ago
II Liga
4.ª jorn
SC Olhanense
762
14/Set
II Liga
6.ª jorn
GD Chaves
416
21/Set
II Liga
8.ª jorn
CD Aves
440
24/Set
Taça Liga
1.ª/2.ª j
FC Penafiel
290
05/Out
II Liga
10.ª jor
CD Tondela
482
8 jogos
3 563 espectadores
NOTA: (1) A LPFP não disponibiliza esta informação, mas segundo um Benfiquista covilhanense "eram menos de cem"

O "problema" é o adversário chamar-se Benfica
Andavam "eles nisto" eis que surge no caminho o Benfica.  E os estádios já não podem (por questões de segurança) ter assistências de 300 por cento em relação aos lugares sentados! Como eu vi e senti muitas vezes nos anos 80 e 90!

A única final entre os dois clubes: Taça de Portugal em 1957 (V 3-1)
NOTA: Entre o minuto 03:46 e 03:51 Fernando Cabrita, futebolista do SC Covilhã lado-a-lado com Salvador. Nesta final Cabrita enfrentou o intrépido defesa-esquerdo Ângelo (os dois seriam colegas no Benfica como treinadores)


O dilema, talvez trilema, dos responsáveis do SC Covilhã

O dilema:
O SC Covilhã tem de preservar a verdade desportiva assegurando que os seus associados terão de ter condições para poderem assistir ao encontro pois jogam "em casa" (todos os sócios que têm bilhete têm de ter transporte assegurado);

O SC Covilhã tem de assegurar que aluga um estádio dotado de um limiar mínimo (pelo menos 20 mil espectadores) para oferecer o jogo aos adeptos que têm interesse em presenciá-lo no campo e não fazer um encontro como se fosse à porta fechada;

O trilema:
O SC Covilhã vai ter de levar com o "Futeluso" em que o Benfica tem de jogar obrigatoriamente na Covilhã, enquanto o FC Porto e o Sporting CP têm um passado - em termos de estádios alternativos - na Taça de Portugal (e Campeonato Nacional) semelhante ao do Benfica. E nem metade dos simpatizantes têm em relação aos adeptos do "Glorioso"!



Carrega Benfica!

Alberto Miguéns
7 comentários
comentários
  1. Um jogo do UD Oliveirense jogado à meia-noite?
    Bom trabalho desse site...
    Realmente quando se queixa dos erros não está a exagerar minimamente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Carlos Antunes

      Nem reparei nisso.

      Mas estou a preparar um trabalho de cinco dias para "acalmar" o tédio de não ter jogos do Benfica. Uma série de textos acerca dos 11 anos da Catedral. Gosto sempre de comparar as minhas recolhas com as dos outros porque pode haver uma falha. Pois quer o Almanaque, quer o zerozero, quer a Liga estão cheias de erros. Mesmo para um jogo de... 2007. Em que há um video que mostra a realidade e não o "realidade" deles!

      Obrigado.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. eu percebo onde quer chegar com este ponto e na sua essência concordo com ele mas a alternativa fora da Covilhã que veio a publico, aveiro, não tinha pés nem cabeça e era óbvio que seria vetada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro João Carlos

      O jogo devia ser em Coimbra.

      O Benfica ao ter o hábito de entregar o que lhe cabia da receita (um terço líquido) ao clube da casa na Taça de Portugal abriu um precedente grave. Os adeptos do Benfica pagam (e bem) nesses jogos por isso os responsáveis dos clubes adversários, em regra, preocupam-se pouco com as condições dos recintos para os adeptos visitantes. Já cheguei a ficar (em Faro, São Luís) num lugar caro que apenas tinha uma estrutura enferrujado onde em tempos idos esteve uma cadeira de plástico!

      Por isso deixei de contribuir para a farsa!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      NOTA: Ainda há pouco tempo, na final da Taça da Liga, em Leiria, o lugar por há anos não ser utilizado estava ajavardado como não via há anos!

      Eliminar
    2. Outro aspecto que esqueci de referir.

      Estes jogos Grandes em Estádios pequenos trazem mais benefícios para os clubes locais do que se pensa. São eles que fomentam a candonga de bilhetes vendidos a 400 ou 500 por cento do preço regulamentar. Espero que não seja o caso da Covilhã!

      AM

      Eliminar
    3. quanto ao que refere tem absoluta razão os clubes cobram preços exorbitantes, por vezes mais caros que opera, sem que para isso proporcionem sequer condições mínimas para se assistir.
      eu até estava mais a pensar em castelo branco, na guarda ou até em viseu, embora este ultimamente é mais um batatal que outra coisa, estádio com lotações razoáveis isto sem saber se estão disponíveis, mas o que refere também era uma alternativa

      Eliminar
  3. Essa final da Taça está repleta de engraçadas curiosidades. Uma deles é o confronto entre os irmãos Cavém. Ganhou Domiciano, claro.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail