A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

06/08/2014

Tanta e Tanta Glória Glorioso (o Trinta e Cinco mil)

06/08/2014 + 0 Comentários
DEPOIS DO PRIMEIRO, MIL, CINCO, ONZE E DEZASSETE MIL, VINTE E SETE MIL MAIS UM "GOLO REDONDO".

A marcação do golo 50 mil na última jornada do 80.º campeonato nacional é o pretexto para viajar pela Gloriosa História. Hoje João Pinto o sr. Trinta e cinco Mil.

Cromo 1992/93
Uns "redondos" outros por um triz
O nosso Valadas fez o primeiro golo no primeiro jogo da primeira jornada do primeiro campeonato nacional. O nosso Enzo Perez fez o golo 50 mil no jogo n.º 17 303 da 2 228.ª jornada em 80 campeonatos nacionais. E entre o 1.º e o 50 000.º muitos outros "golos redondos" foram marcados por futebolistas com o "Manto Sagrado". E outros ficaram lá perto, por um ou um a mais!

                                   "GOLOS REDONDOS" 

NOTAS:
* 601 Gatinho (CF "Os Belenenses") fez autogolo a favor do SL Benfica;
 * 30 003 Martins (SC Covilhã) fez autogolo a favor do SL Benfica;
(1) Jogo adiado da 1.ª jornada, disputado entre os jogos da 16.ª e 17.ªs jornadas

Um golo "fora de tempo"
João Pinto marcou o golo 35 mil na 1.ª jornada mas... entre a 16.ª e a 17.ª! É que o Benfica não disputou a 1.ª jornada no "tempo certo" (22 ou 23 de Agosto de 1992) pois aceitou o convite da organização do Troféu Colombino (Huelva) para disputar a edição frente à selecção uruguaia (que o Benfica venceu por 1-0) perdendo depois a final (D 0-2) com a selecção chilena. O jogo da primeira jornada foi adiado até "melhor data" que só existiu em 23 de Dezembro de 1992, depois do Benfica ter jogado em 19 de Dezembro o jogo referente à 16.ª jornada (V 4-0 frente ao GD Estoril Praia na Saudosa Catedral).

Após a 16.ª jornada o Benfica era 3.º classificado
Com um jogo em atraso (a vitória correspondia a dois pontos) o "Glorioso" seguia em igualdade pontual com o Boavista FC, ambos com 20 pontos. O FC Porto estava em 1.º lugar e assim ficaria até final. Na 16.ª jornada tinha 25 pontos (11 vitórias, três empates e duas derrotas) com 30/9 em golos. O Sporting CP era 2.º classificado com 21 pontos (7 vitórias, 7 empates e duas derrotas) com 25/13 em golos. O SLB tinha oito vitórias, quatro empates e três derrotas com 20/9 em golos. O adversário da 1.ª jornada seguia em 15.º lugar (entre 18 clubes) com quatro vitórias, cinco empates e seis derrotas com 18/22 em golos, ou seja, 13 pontos. Quando terminou a 16.ª jornada estavam marcados 34 996 golos (desde a 1.ª jornada do 1.º campeonato nacional - I Liga, em 1934/35) podendo haver o golo 35 mil se fossem marcados quatro golos. Foram marcados cinco. Todos Gloriosos.

João Pinto e o Benfica (1992/93)
A época de 1992/93 foi a primeira do genial futebolista no Benfica. Que neste jogo reapareceu em competições oficiais - após seis minutos frente ao Manchester United FC em 1 de Dezembro de 1992, na "Festa de Eusébio" - após longa lesão de quase três meses. Tinha jogado a última vez em 4 de Outubro de 1992 - 7.ª jornada do campeonato nacional, na vitória por 1-0 frente ao SC Farense na Saudosa Catedral - ainda com o treinador Tomislav Ivic. regressava com outro treinador: Toni! Entrou aos 71 minutos por troca com Rui Costa e marcou aos 78 minutos. Sete minutos em campo e toma lá um golo. E que golo. No campo (eu vi!) e na estatística!
João Pinto antes deste jogo contabilizava 19 jogos e dez golos - seis particulares de pré-época (sete golos), o tal jogo (seis minutos) da "Festa de Eusébio", um no troféu Pepsi Cola, dois no torneio Colombino, um na Supertaça, dois na Taça UEFA (um golo) e seis no campeonato nacional (dois golos) - mas nenhum no estádio da Luz. Tudo fora de portas. O golo 35 mil foi o primeiro marcado na Saudosa Catedral.
Resta dizer que o Benfica com a vitória (por 5-0) isolou-se no 2.º lugar, com 22 pontos a três da liderança. E 2.º lugar foi a classificação do Clube no final deste campeonato nacional.






João Pinto e o Benfica (totais)
O genial futebolista representou o Benfica durante oito épocas, entre 1992/93 e 1999/2000, com um total de 28 626 minutos em 346 jogos com 324 a titular e suplente utilizado em 22 encontros (205 vitórias, 71 empates e 70 derrotas) marcando 107 golos e fazendo 64 assistências para golo. Foi capitão em 199 jogos.

João Pinto e o Benfica (campeonato nacional)

Na principal competição do calendário português esteve em 219 jogos/ 18 578 minutos (titular em 210 com 172 completos e substituído em 38) e suplente utilizado em nove jogos. Marcou 64 golos, ou seja, depois do 35 mil que foi o 3.º ainda fez mais... 61! Capitaneou a equipa do "Glorioso" em 136 jogos.

Paragens anteriores:
16 de Maio de 2014: O Primeiro (Valadas)
16 de Maio de 2014: O Mil (Luís Xavier)
26 de Maio de 2014: O Cinco Mil (Arsénio)
05 de Junho de 2014: O Onze Mil (Francisco Palmeiro)
20 de Junho de 2014: O Dezassete Mil (Eusébio)
15 de Julho de 2014: O Vinte e sete Mil (Carlos Manuel)
   
Próxima "paragem": o 47 mil (Cardozo)

Alberto Miguéns

Plano para Julho/ Agosto
(Previsão sempre à meia-noite)
De 06 para 07: Mil e Cem de Cem em Cem (parte II);
De 07 para 08: Francisco, Luiz e Rogério;
De 08 para 09: Centenário da Gloriosa Natação (parte III);
De 09 para 10: Supertaça: A competição do Sistema;
De 10 para 11: Era uma vez um jogo com o Rio Ave FC;
De 11 para 12: Três Dias do Voleibol (Última década);
De 12 para 13: Três Dias do Voleibol (2013/14);
De 13 para 14: Três Dias do Voleibol (Todos os campeões);
De 14 para 15: Cancella de Abreu, Obrigado!;
De 15 para 16: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 16 para 17: O Glorioso na Primeira Jornada;

De 17 para 18: Era uma vez um jogo com o FC Paços Ferreira
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail