A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

10/08/2014

O Troféu do Sistema

10/08/2014 + 3 Comentários
UMA COMPETIÇÃO CRIADA EM 1979 PARA CELEBRAR O PODER DA A. F. PORTO DENTRO DO FUTEBOL PORTUGUÊS


O capitão Simão ergue a Supertaça "Cândido de Oliveira" no estádio do Algarve no início da temporada de 2005/06 após um golo de Nuno Gomes que derrotou o Vitória FC Setúbal

A existência de duas competições nacionais de futebol, em simultâneo, por época, em Portugal, data de 1934/35. Em 1978/79, pela primeira vez, a Associação de Futebol do Porto teve dois clubes filiados a dominarem o futebol em Portugal: o FC Porto conquistou o Bicampeonato Nacional e o Boavista FC venceu, por 1-0, o Sporting CP na final da Taça de Portugal. Para celebrar o feito - depois de tantos ano$, can$eira$ e de$pe$a$ - as Direcções dos dois clubes decidiram organizar no início da temporada seguinte a Supertaça jogada no estádio do clube campeão nacional. O Boavista FC venceu por 2-1 depois de estar a vencer por 2-0.


O capitão Nené recebe a Supertaça da época 1980/81 organizada pelo SLB e pelo SCP mas já com o aval da FPF. Nesta edição com duas mãos, estão os quatro marcadores dos quatro golos: Carlos Manuel (semi-encoberto por Nené), César, Nené e Vital
35 = 18 + 13 + 4
Em 35 edições o clube que se apurou para a Supertaça como campeão nacional conquistou o troféu em 18 edições. Em 13 coube ao clube que se apurou para a Supertaça como vencedor da Taça de Portugal derrotar o campeão nacional. Restam quatro edições em que o finalista vencido, apurado pelo facto do vencedor da Taça de Portugal ser em simultâneo campeão nacional, conseguiu derrotar o clube que na época anterior conseguira a "dobradinha"! Algo que não acontece desde 1988/89 e não acredito que ocorra hoje, em Aveiro!

SUPERTAÇAS (situação dos clubes em confronto)
Época
Campeão
Nacional
Vencedor
Taça Portugal
Finalista
Taça Portugal
1979/80
FC Porto
Boavista FC
-
1980/81
Sporting CP
SL BENFICA
-
1981/82
SL BENFICA
FC Porto
1982/83
Sporting CP
SC Braga
1983/84
SL BENFICA
FC Porto
1984/85
SL BENFICA
FC Porto
-
1985/86
FC Porto
SL BENFICA
-
1986/87
FC Porto
SL BENFICA
-
1987/88
SL BENFICA
Sporting CP
1988/89
FC Porto
Vitória SC Guimarães
1989/90
SL BENFICA
CF "Os Belenenses"
-
1990/91
FC Porto
CF Estrela Amadora
-
1991/92
SL BENFICA
FC Porto
-
1992/93
FC Porto
Boavista FC
-
1993/94
FC Porto
SL BENFICA
-
1994/95
SL BENFICA
FC Porto
-
1995/96
FC Porto
Sporting CP
-
1996/97
FC Porto
SL BENFICA
-
1997/98
FC Porto
Boavista FC
-
1998/99
FC Porto
SC Braga
1999/00
FC Porto
SC Beira Mar
-
2000/01
Sporting CP
FC Porto
-
2001/02
Boavista FC
FC Porto
-
2002/03
Sporting CP
Leixões SC
2003/04
FC Porto
UD Leiria
2004/05
FC Porto
SL BENFICA
-
2005/06
SL BENFICA
Vitória FC Setúbal
-
2006/07
FC Porto
Vitória FC Setúbal
2007/08
FC Porto
Sporting CP
-
2008/09
FC Porto
Sporting CP
-
2009/10
FC Porto
FC Paços de Ferreira
2010/11
SL BENFICA
FC Porto
-
2011/12
FC Porto
Vitória SC Guimarães
2012/13
FC Porto
As. Académica Coimbra
-
2013/14
FC Porto
Vitória SC Guimarães
-
2014/15
SL BENFICA
Rio Ave FC
NOTA: As duas edições iniciais - 1979/80 e 1980/81 - foram organizadas pelos clubes. A edição de 1981/82 e seguintes são organizadas pela FPF com o troféu a denominar-se "Cândido de Oliveira". Desde 2001/02 disputa-se num jogo em campo neutro.

RESUMO (35): FC Porto (20); Sporting CP (7); SL BENFICA (4); Boavista FC (3); e Vitória SC Guimarães (1)


ALGUMAS NOTAS BREVES 
(talvez não tão breves como o que se entende ser breve!)

Desde que a competição inicia a época (um jogo)
Desde 2001/02, em 13 edições (entre a 23.ª e a 35.ª) das 13 equipas que perderam o troféu - de nove clubes diferentes - apenas dois marcaram golos (Leixões SC em 2002/03 e Vitória SC Guimarães em 2011/12). Um golo para cada um! Houve onze equipas que foram derrotadas a zero (1-0 em seis edições; 2-0 em três anos; 3-0 em duas edições).


Presidente (Fernando Martins) e capitão (Bento) com a Supertaça "Cândido de Oliveira" em 1985/86. Falta o marcador do golo que permitiu a conquista... Diamantino Miranda
O Benfica é o segundo clube com mais presenças e jogos
Apesar de ser o terceiro clube com mais troféus (menos 16 que o FC Porto e menos três que o Sporting CP) o Benfica é o segundo clube clube com mais presenças (16, menos 13 que as 29 do FC Porto e mais oito que as oito do Sporting CP).
O Benfica conseguiu em 32 jogos marcar 25 golos (o FC Porto marcou 65 golos em 53 jogos e o Sporting CP em 15 jogos marcou 29 golos). O "Glorioso" tem menos 40 golos que o FC Porto e menos quatro que o Sporting CP. Em jogos tem menos 21 que o FC Porto e mais 17 que o Sporting CP.



Entre Supertaças conquistadas e perdidas percebe-se muito do "Futeluso"
O mundo das supertaças é um mundo à parte no reino dos troféus portugueses.

O Sporting CP que desde 1979/80 conquistou quatro títulos de campeão nacional e cinco Taças de Portugal conquistou sete troféus nas oito presenças. Curiosamente perdeu o primeiro e depois das sete vezes que esteve presente conquistou... sete. Fez o pleno! E quatro foram perante o "Rei da Supertaça", o FC Porto. Já lá vou a este clube. O Sporting CP tem um incrível rendimento de 88 por cento. No mesmo período no campeonato nacional o rendimento é de 11 (onze) por cento. E na Taça de Portugal é de 14 por cento.

O Boavista FC em quatro presenças conquistou três troféus perdendo um. Tudo sempre frente ao FC Porto. Sendo um "negócio" entre um casal não me meto. «Entre marido e mulher não metas o blogue».

O FC Porto é o "Rei da Taça do Sistema" apesar de desperdiçar conquistas quando não defronta o Benfica. Por isso um rendimento de 69 por cento. Tem 20 Supertaças porque está presente muitas vezes (em 29 das 35 edições) ou seja em 83 por cento das edições. E "apanhou muitas vezes com o Benfica" - onze vezes. E destas apenas perdeu uma, porque outras perderia se os "amigos" não tivessem invalidado golos de ouro (Donato Ramos) e expulso insubordinações (José Pratas), por exemplo. Além de inúmeros erros em benefício próprio.

O Vitória SC Guimarães conquistou a primeira em que esteve presente e perdeu as duas seguintes. Sempre com o FC Porto. Na primeira até participou como finalista vencido, em 1987/88, na Taça de Portugal. Conquistou um troféu oficial sem nunca ter conquistado qualquer título - campeonato nacional de qualquer Divisão ou Taça de Portugal. Fazer equivaler a Supertaça a um título nem é hilariante, é desprestigiante para os clubes que conquistaram apenas um título como os que o conseguiram na Taça de Portugal, incluindo as 17 épocas iniciais como Campeonato de Portugal.

E o Benfica? Bem os últimos são os primeiros. Deixo para depois do quadro.

CLUBES COM SUPERTAÇAS CONQUISTADAS
Clube
(Presenças)
Conquistadas
N.º
Perdidas
N.º
Rendimento
%


Sporting CP
(8)
7

4 FCP
1 SCB
1 SLB
1 LSC

1

SLB



88

Boavista FC
(4)
3

3 FCP
1

FCP


75




FC Porto
(29)
20
10 SLB
2 VSC
1 CFEA
1 SCB
1 SCB-M
1 BFC
1 UDL
1 VFC S.
1 FCPF
1 AAC

9


4 SCP
3 BFC
1 SLB
1 VSC






69

Vitória SC Guimarães
(3)
1

FCP

2

2   FCP


33


SL BENFICA
(15)
4

SCP
FCP
CF "Os Bel."
Vit. FC Setúbal
11

10 FCP
1 SCP




27

E o Benfica?
O "Glorioso" começou por conquistar a segunda edição frente ao Sporting CP, depois uma frente ao FC Porto e entre os dez troféus perdidos para o FC Porto e um para o Sporting CP conquistaram-se mais duas edições, ao CF "Os Belenenses" e Vitória FC Setúbal, sempre com o Benfica, na temporada anterior, campeão nacional e finalista na Taça de Portugal. Perdeu a final da Taça de Portugal para estes dois clubes mas depois venceu-os na Supertaça. Sem contar com jogos frente a FC Porto e Sporting CP, esta Supertaça com o Rio Ave FC, conta com o Benfica detentor dos títulos de campeão nacional e Taça de Portugal.  Uma novidade!

No estádio do Restelo (CF "Os Belenenses"), local da 2.ª mão desta edição do troféu, o capitão Veloso ergue a conquista da Supertaça "Cândido de Oliveira" em 1989/90. Ainda o futebolista com mais Supertaças conquistadas ao serviço do "Glorioso" - três!

O próximo golo será o 140.º da competição
E certamente será do "Glorioso" que já não marca desde o 122.º por Nuno Gomes. Dos 139 golos entretanto marcados são 25 (18 por cento) do "Glorioso", tendo Nené como melhor marcador, com três golos (dois ao FC Porto e um ao Sporting CP). Como houve um autogolo, são 24 os golos marcados com o "Manto Sagrado" por 20 futebolistas com Manniche e Diamantino a marcarem dois golos. Os restantes 17 futebolistas marcaram um golo.

Tem a palavra (os golos) o Benfica!

Alberto Miguéns

NOTA FINAL (mais uma Serpada):
O jornal A Bola em termos de estatística é uma anedota. Felizmente tenho a minha informação e não necessito de copiar a dos Jornais. Mas percebe-se porque circula de uns lados para outros tanta imprecisão e aldrabice. Muito deste "lixo tóxico" (como está na moda!) vem do desleixo, negligência e desrespeito pelos leitores de muita da Imprensa, com o jornal A Bola em destaque. É impressionante! Como tanta gente consegue produzir tanto erro. Eu descubro porque, mesmo tendo os meus dados - recolha directa feita por mim desde final dos anos 70 - é sempre bom comparar não haja alguma gralha. Como estava a actualizar (geralmente o Benfica é o pretexto para tal) a informação referente à Supertaça comparei com várias publicações - em papel e não só - não batendo certo com as de A Bola. Para mim nas 35 edições da Supertaça marcaram-se 139 golos. Fui contar os GM's de A Bola. 138! Menos um! Fui depois confirmar com os GS's (teriam de ser 138) mas não são! São 134! Não é possível haver discrepância entre duas igualdades: GM = GS. 138 = 134. Hilariante, mas triste! Fiquei sem qualquer dúvida que o meu resultado de 139 golos estava certo. Por isso faltava um golo no GM e cinco no GS. Seria um resultado de 1-5!
Lá gastei - é mesmo gastar tempo, por que inútil - para procurar a origem do erro. Pois... falta um clube no quadro. Falta o Leixões SC que perdeu, por 1-5, frente ao Sporting CP, em 2002/03.
Os leitores não têm que andar a investigar. Pagam para ter a informação certa. 
E já agora o FC Porto não tem 28 presenças. Tem 29! Conquistou 20 Supertaças e não perdeu oito. Perdeu nove! 

Se não sabem ou não conseguem, não façam. Não enganem!


Cadernos de A Bola n.º 45; Agosto de 2014; página 160

Plano para Agosto
(Previsão sempre à meia-noite)
De 10 para 11: Era uma vez um jogo com o Rio Ave FC;
De 11 para 12: Três Dias do Voleibol (Última década);
De 12 para 13: Três Dias do Voleibol (2013/14);
De 13 para 14: Três Dias do Voleibol (Todos os campeões);
De 14 para 15: Cancella de Abreu, Obrigado!;
De 15 para 16: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 16 para 17: O Glorioso na Primeira Jornada;
De 17 para 18: Era uma vez um jogo com o FC Paços Ferreira;
De 18 para 19: Mil e Cem de Cem em Cem (parte II)
De 19 para 20: Centenário da Gloriosa Natação (parte III)
3 comentários
comentários
  1. Boa tarde,

    Este é daqueles posts que têm que ser passados todos os anos. Só falta ser acompanhado pelos videos do Baía a defender cas mãos fora da área e de seguida é anulado o golo ao Benfica. E também aquele em que o José Pratas foge dos jogadores corruptos.
    Mais um grande post. Este é daqueles troféus que não concordo nada. Concordo que seja feito sempre que os vencedores são diferentes. Porque é que tem de ser o finalista vencido e não o 2º classificado do campeonato? Ou, para ser mais interessante, até para terem jogos oficiais na pré-epoca, porque não, o finalista vencido e o 2º classificado do campeonato disputarem um jogo para saber qual deles disputaria a supertaça? Assim como aquela equipa "pequenina" que até esteve para descer, mas que conseguiu o acesso à final da taça de portugal, ter imediatamente lugar assegurado na uefa, quando o outro finalista também já assegurou!!! Quantas foram essas equipas que tinham já vendido a sua final, em troca do lugar europeu, tendo-lhes sido comprado o bilhete para a final na meia final? É que se o lugar europeu só se assegurava com a conquista do troféu, tudo era mais claro e a disputa pelo mesmo muito mais acesa.
    É o futeluso no seu melhor...!

    ResponderEliminar
  2. Caro Alberto Miguéns... veja lá se não tem uma gralha no mapa, com todos os vencedores adiantados uma época.

    Está a querer tirar duas finais da TCE ao Glorioso? :D

    Saudações benfiquistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está tudo correcto.

      As competições são conquistadas na época em que são disputadas. Como tem lógica!

      O Benfica vai disputar a Supertaça de 2014/15 (a época em que foi apurado por ter conquistado o campeonato nacional) em 2015/16 tal como vai disputar a Liga dos Campeões 2014/15 (a época em que obteve o apuramento) em 2015/16. A mesma situação... lógica!

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail