A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

18/07/2014

Gloriosas Filiais: Pioneirismo Benfiquista em Portalegre

18/07/2014 + 10 Comentários API
FOI HÁ 103 ANOS QUE SE FUNDOU, EM PORTALEGRE, A PRIMEIRA FILIAL DO CLUBE

Tal como muitas das iniciativas e resoluções nos primeiros tempos do "Glorioso" a ideia de fundar filiais longe de Lisboa nasceu de duas dificuldades transformadas em probidade.



Das duas uma!
Ter "andado de casa e baliza às costas" pela cidade, entre 1904 e 1911 (e até depois...) percebeu que deixar delegações nos antigos locais das Sedes - Belém e Benfica - era útil para continuar a beneficiar de apoio local para manter e angariar associados, que nesse tempo também significava atletas de futebol ou outras modalidades;
Quando algum associado era obrigado a deixar Lisboa, geralmente por motivos profissionais - emprego - transferindo-se para localidades mais afastadas, o amor ao Clube era tão grande que tentava fazer "uma extensão do Benfica na localidade onde passava a trabalhar e viver". Neste aspecto, e fundamental para o sucesso e perceber a importância em Lisboa, deste tipo de agremiações desportivas ligadas ao Benfica, o pioneiro foi o enorme futebolistas (defesa) Leopoldo José Mocho que deixou Lisboa para trabalhar nos correios de Portalegre e Arronches, fundando na capital de distrito a primeira filial do "Glorioso", há precisamente 103 anos, em 18 de Julho de 1911.

O Benfica é assim. Ou era assim! Aproveitava as dificuldades para ser melhor e mais forte, em vez de desfalecer.

A primeira de muitas
O Sport Lisboa e Portalegre cedo começou a destacar-se entre os portalegrenses. Com Leopoldo Mocho era também mais fácil. Ele sabia muito bem quais os valores do Benfiquismo. Se resultavam em Lisboa, resultariam em Portalegre. E assim foi. Rapidamente organizaram-se vários clubes que permitiram que em Portalegre acontecesse algo impensável. Foi fundada a segunda Associação de Futebol, depois de Lisboa e antes do... Porto, o que é um anacronismo que ficará para sempre a marcar o desporto - em particular, o futebol - em Portugal. É que jogava-se futebol no Porto há muitos mais anos, até décadas, que em Portalegre. Mas em Portalegre estava a viver uma Glória Benfiquista, o que significava não só destreza, amor aos valores da tolerância e união, mas também organização. Diz-se que o futebol até era jogado em Portalegre, antes de 1911, mas de um modo artesanal e privado, entre os ingleses das fábricas de cortiça e lanifícios da cidade. Com Leopoldo Mocho o futebol passou a ser um caso sério: em popularidade e beneficência.


Fotografia tirada por Leopoldo Mocho na Quinta Branca, na Estrada da Serra de São Mamede, aquando da visita de Cosme Damião (ao centro) a Portalegre. 
Cosme Damião quis saber o desenvolvimento da ideia
Leopoldo Mocho apesar de viver e trabalhar longe de Lisboa, quando havia jogos mais exigentes do SLB deslocava-se, de comboio a Lisboa ficando alojado às custas de dirigentes do Clube. Por isso os Benfiquistas de Lisboa sabiam muito bem o que se passava a quase 200 quilómetros. Mesmo assim Cosme Damião deslocou-se a Portalegre para verificar o sucesso e importância de ter filiais que agregassem e expandissem o Benfiquismo. E veio de lá entusiasmadíssimo, como referiu numa notável entrevista publicada no jornal "Os Sports Illustrados"; n.º 72, em 28 de Outubro de 1911. Não sendo possível digitalizar o original - a BNP não autoriza devido ao mau estado dos exemplares - transcrevo o extracto onde Cosme Damião explica o que pensa fazer:

«O Sport Lisboa e Bemfica vai ficar com três sedes, pelo menos, na Capital. Tenciona instalar na Baixa da cidade a sua sede principal, com todas as comodidades precisas para os seus associados, passando à categoria de delegação a sua actual sede em Bemfica e criando outra delegação em Belém, onde também conta elevado número de sócios.
É motivado este desdobramento pela numerosa quantidade de associados espalhados por toda a cidade, muitos deles em locais situados a grande distância da sua sede actual. Não se vê, porém, unicamente neste desdobramento a prosperidade do Bemfica. A sua influência é hoje absolutamente extraordinária, a ponto de ter ensejo para criar delegações em várias terras da província, como Portalegre, Coimbra, Figueira da Foz, Setúbal, Porto, Faro, etc., delegações que seguirão os Estatutos do Clube e lhe enviarão anualmente relatórios de todos os seus trabalhos e vida desportiva.»

Carinho e sucesso
Rapidamente a "febre das filiais Sport Lisboa e ............" alastrou a todo o Portugal. Tal como Cosme Damião previra e... desejara, quer criando clubes de "raiz" quer filiando clubes já existentes. Seria uma lista - com todos, mesmo os que entretanto foram extintos na passagem do tempo, infindável que tornaria este texto demasiado pesado, ficando para outra ocasião. Deixo os primeiros:
1 de Novembro de 1914: Estrela Futebol Clube (Braga);
29 de Julho de 1915: Sport Lisboa e Seixal;
7 de Outubro de 1915: Sport Lisboa e Lagos;
1 de Dezembro de 1915: Sport Lisboa e Santarém;
10 de Junho de 1916: Sport Lisboa e Abrantes;
1 de Outubro de 1916: Sport Lisboa e Faro;
8 de Dezembro de 1916: Sport Lisboa e Beira (Moçambique)
1918: Sport Lisboa e S. Tomé (S. Tomé e Príncipe)
1919: Sport Lisboa e Estremoz

Continuam em actividade as filiais de Lagos, Abrantes e Faro 
Em Braga, o clube Estrela FC depois de se filiar, pois foi trabalhar e viver para a cidade uma Glória Benfiquista, Germano Vasconcelos este não agradado com a actividade que entendia "pouco Benfiquista" fundou o Sport Lisboa e Braga que está na origem do Sporting Clube de Braga, apesar de fundado por simpatizantes do Sporting de Lisboa, ter as cores do Benfica e não as do Sporting CP (Verde, branco e preto) ou do Município (azul e branco).

Primeira Direcção da AFP, eleita em 29 de Outubro de 1911. Em cima, da esquerda para a direita: Leopoldo Mocho (primeiro-secretário), F. Shaw (tesoureiro) e Ilídio José Silva (segundo-secretário). Ao centro, sentado: Álvaro Coelho Sampaio (presidente). Quatro dirigentes provenientes, respectivamente, dos quatro clubes fundadores da AFP: Sport Lisboa e Portalegre, Sport Club Bombeiros Voluntários Fábrica Robison, Sport Club Esperança e Sport Club Bombeiros Voluntários de Portalegre

Sucursais
Em Lisboa o Benfica manteve as sucursais - incluindo mais uma nas Amoreiras, depois de deixar o campo de jogos - até decidir (e ser um sucesso) desdobrar os Serviços Administrativos, instalando a Secretaria na Baixa da Cidade e depois na rua Jardim do Regedor, alugando, sucessivamente, todos os andares do edifício. A melhoria de condições da Secretaria (a Sede era em Benfica na avenida Gomes Pereira) e o desenvolvimento dos transportes e acessibilidades tornaram obsoleto a existência de espaços alugados noutras áreas da cidade.

Filiais
Em 1939, nos Estatutos dividem-se pela primeira vez os núcleos de Benfiquistas em "Filiais" (agrupamento de sócios residentes fora de Lisboa) e "Delegações" (clubes já existentes e com organização própria que pedem filiação no Benfica). Nos Estatutos de 1948 alterou-se o nome de Sport Lisboa e (localidade) para Sport (localidade) e Benfica.

Delegações
As delegações continuaram, até hoje, a resultarem de clubes que já existentes filiaram-se no Benfica passando a honrar os seus símbolos (equipamento) e valores (do Benfiquismo).

Casas
Em 1950, logo em 1 de Janeiro, na cidade do Porto, foi inaugurada uma nova forma de organização de Benfiquistas: a Casa do Benfica. Tal como o EDB já evidenciou em 1 de Janeiro de 2012. Mais vocacionada para tertúlias e local de convívio, ao contrário das Delegações e Filiais direccionadas para a pratica desportiva, essencialmente, o futebol.


Ficamos por estas breves notas acerca do Benfica para lá do Benfica
Que um dia seja possível fazer a História Completa e Precisa de tantas e tantas Boas vontades. Algumas bem longe, a milhares de quilómetros do Ninho da Luz.

Benfiquistas fora-de-Lisboa mais um capítulo dourado da Gloriosa História do Benfica. Até eu faço parte deles...


Alberto Miguéns

Plano para Julho
(Previsão sempre à meia-noite)
De 18 para 19: A meia-final da Taça de Honra de Lisboa;
De 19 para 20: 
Três Dias do Voleibol (Última década);
De 20 para 21: Três Dias do Voleibol (2013/14);
De 21 para 22: Três Dias do Voleibol (Todos os campeões);
De 22 para 23: Eu Benfiquista no Museu do FCP by BMG (parte II);
De 23 para 24: Três Dias do Hóquei em Patins (Última década);
De 24 para 25: Três Dias do Hóquei em Patins (2013/14);
De 25 para 26: Três Dias do Hóquei em Patins (Todos os campeões);
De 26 para 27: Centenário da Gloriosa Natação (parte III);
De 27 para 28: O AFC Ajax em Lisboa;
De 28 para 29: Três Dias do Andebol (Última década);
De 29 para 30: Três Dias do Andebol (2013/14);

De 30 para 31: Três Dias do Andebol (Todos os campeões);

De 31 para 01: Gostava Tanto Que...
10 comentários
comentários
  1. Caro Alberto Miguéns,queria antes de tudo agradecer-lhe por ter acedido ao meu pedido para fazer um artigo sobre as filiais do nosso Glorioso clube!Sei que tem uma vida muito ocupada,mas mesmo assim respondeu e acedeu a um pedido de um simples leitor e seguidor do seu trabalho que é defender o nosso Glorioso com amor,mas acima de tudo verdade!Fica expressado o meu muito obrigado!!!Sobre o artigo,gostei de conhecer a nossa primeira filial que fica situada em Portalegre.Gostei muito do artigo,mas como sempre "soube-me a pouco".Nunca fico cansado de saber mais e mais sobre a história do Glorioso!!!Se um dia poder escrever mais sobre outras filiais do Glorioso agradecia-lhe muito!Se não poder ou não querer compreendo-lhe na mesma!Fica mais uma vez expresso o meu enorme agradecimento por ter acedido ao meu pedido,mas mais ainda por defender sempre o nosso Glorioso com amor e verdade!!!Obrigado de um fã do seu trabalho.Benfiquista do Norte

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista do Norte

      Escrever sobre os Benfiquistas e a organização em Filiais, Delegações e Casas dava para fazer um blogue exclusivamente dedicado aos milhões de Benfiquistas que estão em todos os países.

      A prova: Se clicar naquela aplicação vermelha que indica os visitantes que estão a ver, nesse momento, o blogue e depois for ver a repartição histórica por países este blogue já foi (e é) visto por Benfiquistas de 98 países!

      Pode ser que com tempo, consiga de vez em quando, escrever acerca da expansão, década a década, das Filiais e Casas do Benfica por Portugal e pelo Mundo.

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  2. Caro Alberto Miguéns,desculpe se tiver a ser impertinente,mas ainda continua a trabalhar para o Benfica ou para a televisão do clube, (que agora designa-se BTV!....)é que eu gostava quando dava o seu programa com o Sr.António Melo (outro enorme Benfiquista)e quando aparecia e ainda aparece no vitórias e património!!!No comentário anterior tinha-me esquecido de lhe mandar umas Saudações Gloriosas!!mando-lhe agora!!!Gloriosas Saudações Benfiquistas!Benfiquista do Norte

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Benfiquista do Norte

      Só em gravações. Quanto ao António Melo nem isso!

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar
  3. Miguéns, mais um enorme obrigado.

    Uma nota para o que já há mais de um século nos distinguia. Reparem nas lapelas.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente glorioso! É isto o Benfica! Dos valores de trabalho, perseverança e orgulho!
    Muito obrigado pela ensaboadela de benfiquismo mais uma vez.

    Realmente é o melhor blog acerca do Benfica!

    ResponderEliminar
  5. As filiais tem um papel central na universalidade do Benfica. Alargado a outros centros tais como as casas do Benfica temos um mapa de dispersão que orgulha qualquer Benfiquista. Prova do dinamismo e da qualidade da nação Benfiquista que se confunde com a Portugalidade.

    O espírito empreendedor dos casapianos dessa época é bem conhecido. Outros semearam noutros locais. Como o Alberto faz notar Leopoldo Mocho foi nesse aspecto um caso exemplar.

    Pelo que se percebe dos registos da época foi um grande futebolista, um grande defesa. Juntamente com Henrique Costa terá sido a grande figura desse sector nesses tempos pioneiros. Foi um homem do tempo das Salésias. Progrediu para a primeira categoria e só teve presença irregular por ter sido colocado em Arronches. Outros houve também de grande rendimento nesse posto específico tais como Francisco Belas e por vezes Carlos Homem de Figueiredo.

    Bonita evocação.

    Saudações Benfiquistas
    VJC

    ResponderEliminar
  6. Texto muito interessante numa altura em que as Casas até serviram para fazer uma tese de doutoramento!

    Qual terá sido a primeira filial de um clube a nível mundial? Terá sido em Inglaterra? Talvez uma "pena" na América do Sul ou em Espanha?

    Saudações benfiquistas,
    Sérgio

    ResponderEliminar
  7. Não me lembro de nenhuma filial do Benfica na Madeira. Mas o Sporting pegou de estaca à muitos anos...Na Madeira só o Sporting é que criou raízes ao contrário do Benfica e FCP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo

      Se quiser inscrever-se:

      Casa do Benfica da Madeira

      Data da inauguração: 28/02/1994

      Morada: Apartamentos Caracas - Edifício Anexo - 2 A - 9000 Funchal

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail