A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

03/04/2014

Às Terras Baixas das Papoilas...

03/04/2014 + 0 Comentários API
... Regressam as "Papoilas Saltitantes"

OPINIÃO

O "Glorioso" visita uma Pátria com muita categoria. Num país com grandes tradições no futebol, apesar da limitada superfície (20 por cento conquistada ao mar) e população, o futebol está-lhes na alma. Tendo menos de metade da superfície de Portugal e quase o dobro da população portuguesa! As classificações da selecção alaranjada (em mundiais e europeus) e as conquistas internacionais dos clubes holandeses são a melhor prova!

Os dois maiores futebolistas de dois países: Eusébio e Cruijff
O Benfica nas "Terras Baixas"
Sem "chicoespertices" para fugir ao fisco e à prisão, faltar aos compromissos com funcionários (incluindo os futebolistas e treinadores) e conseguir cumprir as suas obrigações legais, o futebol holandês vive sustentadamente ao contrário do "Futeluso" que mente! E não é pouco! Para sobreviverem os clubes holandeses têm de ter estádios cheios e muita audiência nas televisões, por isso joga-se para o golo, ao contrário de Portugal onde não se joga para marcar mas para não deixar marcar. Porque, ao que parece, os clubes não necessitam de ter pessoas nos estádios e gente à frente das televisões. Na Holanda autocarros só nas estradas, que por sinal são bem boas. Há mais coisas bem boas nos Países Baixos.

Três jogos, três golos. Melhor marcador até que o famoso Pepe (2 golos em 3 jogos, todos ao Chile)! Vítor Silva: 2-1 (nos 4-2) ao Chile, em 27 de Maio; 1-0 (no 2-1) à Jugoslávia em 29 de Maio; e nos quartos-de-final, 1-2 (no 1-2) ao... Egipto, em 4 de Junho (mesmo à portuguesa... perder o mais fácil). Nas meias-finais: Argentina, 6 - Egipto, 0; no jogo para o 3.º lugar: Itália, 11 (onze) - Egipto, 3

O Benfica na Holanda e com holandeses
Foi na Holanda, no inactivo estádio Olímpico de Amesterdão, onde a Glória Vítor Silva tinha brilhado nos Jogos Olímpicos, em 1928, que o "Glorioso" se consagrou como Bicampeão Europeu, na única final da Taça dos Clubes Campeões Europeus realizada entre os dois únicos campeões europeus, se bem que o Real Madrid CF o fosse por cinco vezes consecutivas. Que grande estreia em "Terras Baixas". Depois seguiram-se uma série de jogos, entre competições oficiais, presenças nos dois principais torneios (Roterdão e Amesterdão, neste com conquista em 2009/10) e encontros particulares, por três vezes em estágios de pré-época: 1988/89, 1989/90 e 1997/98. Os dois primeiros em Zeist e o último em Oisterwijk.


Que grande colheita! 1962! Da esquerda para a direita. De cima para baixo. Ângelo, Cruz, Mário João, Cavém, Germano e Costa Pereira; José Augusto, Eusébio, José Águas, Coluna e Simões
Em 27 jogos...
Apenas sete jogos em "branco". Cinco jogos com um golo marcado. Seis encontros com dois golos marcados. Dois jogos com três golos marcados. E sete jogos com quatro ou mais golos: 4 (1x), 5 (2x), 6 (2x), 7 (1x) e 8 (1x). É o Benfica. Por isso é um Clube Mítico do Futebol Mundial.

JOGOS DO BENFICA NA HOLANDA
Época
Cmp
Adversário
Estádio
Local
V
E
D
61/62
TCE
Real Madrid CF
Olímpico
Amesterdão
5-3
62/63
TCE
SC Feyenoord
De Kuip*
Roterdão
0-0
64/65
Par
AFC Ajax
Olímpico
Amesterdão
1-2
68/69
TCE
AFC Ajax
Olímpico
Amesterdão
3-1
71/72
TCE
SC Feyenoord
De Kuip
Roterdão
0-1
AFC Ajax
Olímpico
Amesterdão
0-1
74/75
TVT
PSV Eindhoven
Philips
Eindhoven
0-0
78/79
TRT
SC Feyenoord
De Kuip
Roterdão
0-2
FC Brugge
6-0

88/89
Par
VV Excelsior
Sportpark
Maassluis
0-0
TAM
UC Sampdoria
Olímpico
Amesterdão
1-5
CR Flamengo
0-2

89/90
Par
SC Unitas 30
Lage Banken
Ette Leur
6-1
TRT
Fluminense FC
De Kuip
Roterdão
1-1
SC Feyenoord
2-4
Par
NSVV
Sportpark
Numansdorp
4-0
95/96
TUE
SV Roda JC
Kaalheide
Kerkrade
2-2

97/98
Par
Alphense Boys
Sportpark
Alphen Rijn
8-0
Par
RKSV Taxandria
Gemullehoek.
Oisterwijk
7-0
Par
FC Den Bosch
Vliert
S'Hertogen.
1-0
Par
RKSV Halsteren
Beek
Halsteren
5-0
98/99
LC
PSV Eindhoven
Philips
Eindhoven
2-2
09/10
TAM
Sunderland AFC
Arena
Amesterdão
2-0
AFC Ajax
3-2
10/11
LE
PSV Eindhoven
Philips
Eindhoven
2-2
11/12
LC
FC Twente
De Grolsch V.
Enschede
2-2
12/13
LE
Chelsea FC
Arena
Amesterdão
1-2
27 J - 11 V - 8 E - 8 D (64/35)
11
8
8
NOTAS: A azul (sete) adversários "não-holandeses";
TUE - Taça UEFA, na actualidade Liga Europa;
TVT - Taça dos Vencedores das Taças (extinta);
TCE - Taça dos Clubes Campeões Europeus, na actualidade Liga dos Campeões (LC);
Par. - Jogos em competições não-oficiais;
TRT - Torneio de Roterdão;
TAM - Torneio de Amesterdão

* De Kuip (A Banheira) é o nome popular para o nome oficial Estádio do Feyenoord


Amesterdão nessa mágica noite de 2 de Maio de 1962, perante 65 mil espectadores, foi TODA NOSSA e de... Eusébio da Silva Ferreira! O nome que devia ter o Estádio Nacional. Mas com o dragãozinho de oiro Fernando Gomes na FPF só se fosse do FCP! Ainda se vai chamar Cubillas! Se ele pudesse... Mas já conseguiu o que queria. Branquear o "Apito Dourado" ou não estivesse ele também envolvido por ser apanhado nas escutas a oferecer bilhetes às deusas... Chiça!

Acredito num bom resultado para trazer a discussão da eliminatória para a "Catedral".

Alberto Miguéns

Plano para Abril (até dia 25)
(Previsão sempre à meia-noite):
De 3 para 4: Estreia em Alkmaar;
De 4 para 5: Eu Benfiquista no "Museu do FCP by BMG";
De 7 para 8: Mais Uma Etapa;
De 8 para 9: Álvaro Gaspar (5.ª parte de 12);
De 9 para 10: Álvaro Gaspar (6.ª parte de 12);
De 10 para 11: Alkmaar em Lisboa;
De 11 para 12: O Nosso Mundo Nunca Mais Foi o Mesmo;
De 13 para 14: Arouca é Benfica!;
De 16 para 17: Tira-teimas com patadas-e-tudo;
De 20 para 21: A Três Rondas do Final;
De 21 para 22: Álvaro Gaspar (7.ª parte de 12);
De 22 para 23: Álvaro Gaspar (8.ª parte de 12);
De 24 para 25: Gosto de Quem Responde Antes de Perguntar
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail