A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

25/05/2013

Ser Benfica no Jamor

25/05/2013 + 0 Comentários API
OPINIÃO

NOTA: Texto (este e o de amanhã) de homenagem aos Benfiquistas que me legaram um Clube Sem Igual, orgulho de gerações de portugueses, ontem, hoje e amanhã.

Obrigado! Simpatizantes, associados, dirigentes, treinadores e futebolistas que souberam fazer grande, muito grande, maior que todos os outros, um clube que nasceu pequeno como todos os outros.

Foi o vosso apego, competência, coragem, abnegação e amor a um Ideal que tornaram Glorioso o Benfica.

Vejo-vos, sinto-vos à noite, nos jogos na Catedral, quando olho para o Céu, a brilhar como estrelas no Quarto Anel.

Agradecimento sentido e respeitoso

Domingo, amanhã, pelas 17.15 horas, regresso ao estádio que, pela frequência utilizada pelo "Glorioso" pode ser considerado como "segunda casa". Um palco de conquistas: a Taça Latina e 20 Taças de Portugal. Além de jornadas do campeonato nacional em épocas de conquista de títulos na I Divisão.

 
Inauguração em 10 de Junho de 1944
O relvado - terceiro em Portugal, depois das Salésias (Lisboa) e Lima (Porto), mas o primeiro verdadeiro relvado, pois os outros eram de grama - foi inaugurado com um Benfica vs Sporting CP, opondo o vencedor da Taça de Portugal de 1943/44 ao campeão nacional de 1943/44. O Benfica conquistara (V 8-0 ao GD Estoril Praia) a Taça de Portugal, em 28 de Maio de 1944 no estádio das Salésias, propriedade do CF "Os Belenenses".

Multiusos no Jamor
O Estádio Nacional foi utilizado regularmente pelo Benfica, entre 1945/46 a 1954/55, 1969/70 e 2002/03 a 2003/04. Para além da presença nas finais da Taça de Portugal.
Anos 40 e 50
Num tempo em que os estádios dos clubes eram exíguos e estavam degradados, os principais jogos do campeonato nacional (o Dérbi de Lisboa) realizavam-se no Estádio Nacional. A recepção a equipas de clubes consagrados do futebol mundial também era feita no Estádio Nacional. Foi no Jamor que o Grande Torino fez o último jogo, em 3 de Maio de 1949. Pouco mais de um ano depois, a II Taça Latina foi organizada no local, com o "Glorioso" a conquistar para Portugal o primeiro troféu internacional, numa prova oficial organizada pelas quatro federações de Espanha, França, Itália e Portugal, devidamente autorizada pela FIFA.

Construção do estádio da Luz
No início da temporada (1954/55) em que se ergueu o imponente estádio da Luz, inaugurado em 1 de Dezembro de 1954, o Benfica utilizou o Jamor para a realização das sete jornadas iniciais do campeonato nacional.
Anos 60 e 70
Quando a Associação de Futebol de Lisboa fez renascer a Taça de Honra (que foi disputada no final dos anos 10 e início da década de 20) tentou-se fazer os dois jogos das meias-finais e os dois jogos das finais no Estádio Nacional. A fraca adesão do público levou, depois, a Taça de Honra para o estádio do Restelo. Em 1969/70, devido a uma invasão de campo num encontro para o campeonato nacional, frente ao CF "Os Belenenses", no estádio da Luz, uma extensa pena de interdição obrigou o Benfica a jogar seis jornadas do Nacional e duas eliminatórias da Taça de Portugal no Jamor.

 1979/80

video

Anos 80
Quando o FC Porto começou a dominar o futebol português o Benfica foi obrigado a ter várias vezes a Luz interditada, com o SLB a realizar seis jornadas caseiras no Estádio Nacional. O FCP nunca teve o Estádio das Antas interditado.... em Portugal. Ao contrário da UEFA que nunca puniu o Benfica, mas já puniu o FC Porto com um jogo de interdição. Era "outra" UEFA! Agora associam-se a um clube corrupto. Diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és!

 1986/87

Construção da "Catedral"
Após o Monumental Adeus ao estádio da Luz, em 22 de Março de 2003, o "Glorioso" fez a "segunda transição entre estádios" novamente no Jamor. Para finalizar (4 jornadas) a temporada de 2002/03 e iniciar (mais quatro jornadas) a época seguinte - 2003/04 - até à inauguração da "Catedral" em 25 de Outubro de 2003.
Mais de uma centena de jogos
O Benfica realizará, amanhã, o 121.º jogo tendo como campo de jogo o do Estádio Nacional. É sem dúvida o clube com mais presenças no Jamor. E com melhores resultados. A selecção nacional já realizou 48 encontros no Estádio Nacional. O Sporting CP fica-se pelos 73 jogos.

        TODOS OS JOGOS NO ESTÁDIO NACIONAL
Jogo
N.º
Época
Comp
Adversário
Sit
V
E
D
001
43/44
Tor
Sporting CP
N


2-3
002
45/46
TP
CF "Belenenses"
N
3-0


003
TP
Atlético CP
N


2-3
004
46/47
Tor
Sporting CP
N
2-0


005
Tor
CF "Belenenses"
N


1-2
006
Par
Charlton AFC
N
2-1


007
CR
Sporting CP
F

3-3

008
47/48
Par
Rangers FC
N


0-3
009
Par
Arsenal FC
N


0-4
010



48/49
CN
Sporting CP
F


1-5
011
Par
Real Madrid CF
N

1-1

012
Par
IFK Norrkoping
N


0-2
013
CN
Sporting CP
C

3-3

014
Par
Torino AC
C
4-3


015
TP
Atlético CP
N
2-1


016
49/50
Tor
Sporting CP
C


0-1
017
CN
Sporting CP
F
2-1


018
Par
San Lorenzo
N


2-5
019
Par
Racing Club
N
4-2


020
CN
Sporting CP
C


2-3
021
TL
SS Lázio
N
3-0


022
TL
FC Girondinos
N

3-3

023
TL
FC Girondinos
N
2-1


024
50/51
CN
Sporting CP
C


1-3
025
CN
Sporting CP
F

2-2

026
TP
Ass. Ac. Coimbra
N
5-1


027
51/52
Tor
CF "Belenenses"
N
2-0


028
Tor
Sporting CP
N


3-4
029
CN
Sporting CP
F
3-2


030
Par
Admira FK
N


1-8
031
Par
CA Lanus
N


1-2
032
CN
Sporting CP
C


2-3
033
CN
FC Porto
C
2-0


034
TP
Sporting CP
N
5-4


035
52/53
Par
FC Porto
N
1-0


036
Tor
Sporting CP
N

2-2
D p-c

037
CN
Sporting CP
C


2-3
038
Par
Wacker SK
N

2-2

039
CN
Sporting CP
F


1-3
040
Tor
CF "Belenenses"
N
2-1


041
Tor
Sporting CP
N
3-0


042
Tor
GD Estoril
N
2-0


043
TP
FC Porto
N
5-0


044
53/54
Tor
CF "Belenenses"
N


0-1
045
Tor
FC Porto
N
4-3


046
CN
CF "Belenenses"
C
2-0


047
Tor
CA Independiente (Arg.)
N


1-2
048
Tor
CA Boca Juniores (Arg.)
N


0-1
049
CN
Sporting CP
C


0-2
050
CN
CF "Belenenses"
F

1-1

051
CN
FC Porto
C

2-2

052
CN
Sporting CP
F


2-3
053
TP
Sporting CP
F


2-3
054
TP
Sporting CP
C
2-1


055
54/55
Par
FC Porto
N

1-1

056
CN
Vitória FC Set.
C
5-0


057
CN
Boavista FC
C
11-0


058
CN
SC Covilhã
C
2-1


059
CN
SC Braga
C


0-1
060
CN
Sporting CP
F
1-0


061
CN
FC Porto
C
1-0


062
CN
Ass. Ac. Coimbra
C
3-1


063
TP
Sporting CP
N
2-1


064
55/56
CN
Sporting CP
F
3-1


065
56/57
TP
SC Covilhã
N
3-1


066
57/58
TP
FC Porto
N


0-1
067
58/59
TP
SC Covilhã
F

2-2

068
TP
FC Porto
N
1-0


069
59/60
TH
CF "Belenenses"
N


0-1
070
TH
Atlético CP
N
1-0


071
60/61
TH
CF "Belenenses"
N


0-5
072
TH
Sporting CP
N
4-3


073
Tor
Sporting CP
N

0-0
D p-c

074
Tor
CF "Belenenses"
N

0-0
D p-c

075
61/62
Tor
Atlético CP
N
2-1


076
Tor
Sporting CP
N


0-1
077
TH
Sporting CP
N


0-3
078
62/63
TP
Vitória FC Set.
N
3-0


079
63/64
TP
FC Porto
N
6-2


080
64/65
TP
Vitória FC Set.
N


1-3
081
67/68
CN
CF "Belenenses"
F

0-0

082
68/69
TP
Ass. Ac. Coimbra
N
2-1


083
69/70
CN
GD CUF (Barreiro)
C


0-1
084
CN
Sporting CP
C

1-1

085
CN
Vitória FC Set.
C
2-1


086
TP
Vitória FC Set.
C
2-0


087
CN
FC Barreirense
C
3-0


088
CN
Varzim SC
C
1-0


089
TP
Boavista FC
C
6-1


090
TP
Sporting CP
N
3-1


091
70/71
CN
GD CUF (Barreiro)
C
1-0


092
TP
Sporting CP
N


1-4
093
71/72
TP
Sporting CP
N
3-2


094
72/73
CN
Sporting CP
F
2-1


095
73/74
TP
Sporting CP
N


1-2
096
78/79
CN
CS Marítimo
C
3-1


097
79/80
TP
FC Porto
N
1-0


098
80/81
TP
FC Porto
N
3-1


099
81/82
CN
Portimonense
C
2-0


100
84/85
CN
Boavista FC
C

0-0

101
TP
FC Porto
N
3-1


102
85/86
TP
CF "Belenenses"
N
2-0


103
86/87
CN
Varzim SC
C
2-0


104
TP
Sporting CP
N
2-1


105
87/88
CN
Vitória FC Set.
C


0-1
106
CN
Varzim SC
C

2-2

107
88/89
TP
CF "Belenenses"
N


1-2
108
92/93
TP
Boavista FC
N
5-2


109
95/96
TP
Sporting CP
N
3-1


110
96/97
TP
Boavista FC
N


2-3
111
2002/
2003
CN
Varzim SC
C
2-1


112
CN
Sporting CP
C


1-2
113
CN
Boavista FC
C

1-1

114
CN
Vitória SC Gui.
C
4-0


115
2003/
2004
CN
Vitória SC Gui.
C
2-0


116
CN
CF "Belenenses"
C

3-3

117
CN
CD Nacional
C
1-0


118
CN
Gil Vicente FC
C
2-1


119
TP
FC Porto
N
2-1


120
04/05
TP
Vitória FC Set.
N



121
12/13
TP
Vitória SC Gui.
N
?



TOTAIS
120 J - 63 V - 19 E - 38 D
(237/179)
   NOTA: A vermelho títulos ou troféus conquistados; D p-c - Derrota por pontapés de canto

Ao contrário do "senso comum" não é na Taça de Portugal que o Benfica já jogou mais vezes, mas sim no campeonato nacional com mais jornadas disputadas: 35 em casa e 11 fora, num total de 46 (mais 12 que as 34 eliminatórias na Taça de Portugal).

JOGOS TOTAIS DO SLB POR COMPETIÇÃO
NO ESTÁDIO NACIONAL NO VALE
DO JAMOR (CONCELHO DE OEIRAS)
Competição
J
V
E
D
GM
GS
TOTAIS
120
63
19
38
237
179
Campeonato Nacional
46
24
10
12
89
56
Taça de Portugal
34
24
1
9
87
48
Taça Latina
3
2
1
0
8
4
Campeonato Regional Lisboa
1
0
1
0
3
3
Taça de Honra de Lisboa
5
2
0
3
5
12
Torneios (6)
16
7
3
6
24
18
Troféus (2)
2
0
0
2
2
4
Particulares
13
4
3
6
19
34


Como seria de esperar o Sporting CP é o adversário que nos frequentou mais vezes (38 jogos), seguindo-se o CF "Os Belenenses" e o FC Porto com 14 jogos.
JOGOS TOTAIS DO SLB POR CLUBE
NO ESTÁDIO NACIONAL (12 com mais jogos)
Adversários
J
V
E
D
GM
GS
Sporting CP
38
15
6
17
72
78
CF “Os Belenenses”
14
5
4
5
17
16
FC Porto
14
11
2
1
32
12
Vitória FC Setúbal
7
4
0
3
14
7
Boavista FC
6
3
2
1
25
7
Atlético CP
4
3
0
1
7
5
Varzim SC
4
3
1
0
7
3
Ass. Académica Coimbra
3
3
0
0
10
3
SC Covilhã
3
2
1
0
7
4
FC Girondinos Bordéus
2
1
1
0
5
4
GD CUF Barreiro
2
1
0
1
1
1
Vitória SC Guimarães
2
2
0
0
6
0
         NOTA: Há mais 21 adversários com um jogo disputado
São os futebolistas "mais antigos" os que registam mais presenças no Jamor, o que se compreende devido à frequência do recinto no período pré-Estádio da Luz (1954).

JOGOS TOTAIS DOS FUTEBOLISTAS DO SLB
NO ESTÁDIO NACIONAL (8 com mais jogos)
Futebolistas
Min
J
V
E
D
GM
GS
Arsénio
4 250
50
20
10
20
26
-
Rogério Carvalho
4 146
50
21
9
20
25
-
Fernandes
4 046
46
17
8
21
-
-
Moreira
3 926
47
22
8
17
-
-
José Águas
3 923
48
26
7
15
32
-
Jacinto Marques
3 558
40
19
6
15
-
-
Félix Antunes
3 146
36
17
5
14
-
-
Artur Santos
3 023
36
17
5
14
-
-
    NOTA: Há mais 221 futebolistas que jogaram com o “Manto Sagrado”
Se José Águas é o "melhor marcador" do Benfica e de Portugal no Estádio Nacional com 32 golos pelo SLB e mais seis pela selecção nacional, Rogério de Carvalho regista 25 golos (mais dois pela selecção nacional), com nove em finais da Taça de Portugal entre os 15 tentos (seis nas Salésias em duas finais) que constituem recorde de golos marcados em finais da Taça de Portugal.

GOLOS TOTAIS DOS FUTEBOLISTAS DO SLB
NO ESTÁDIO NACIONAL (10 com mais golos)
Futebolistas
Golos
Jogos
Min.
Média
(Min/G)
José Águas
32
48
3 923
123'
Arsénio
26
50
4 250
163'
Rogério
25
50
4 146
166'
Eusébio
12
17
1 515
126'
Corona
  9
27
2 306
256'
Coluna
  8
29
2 385
298'
Julinho
  7
18
1 456
208'
Cavém
  7
15
1 140
163'
Artur Jorge
  7
  9
   732
105'
Nené
  7
10
   840
120'
    NOTA: Há mais 47 futebolistas que marcaram com o “Manto Sagrado”
Ser Benfica no Jamor é Ser Glorioso

Alberto Miguéns
0 comentários
comentários

Enviar um comentário

Em Defesa do Benfica no seu E-mail