A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

25/05/2013

Já Chega! Benfiquistas a Mentir...

25/05/2013 + 5 Comentários API
OPINIÃO

Queria publicar as estatísticas do Benfica, em 120 jogos no Estádio Nacional, mas a paciência atingiu o limite.

Há Benfiquistas que andam entretidos e a entreter nos media acerca da arbitragem de Pedro Proença no estádio do Andrade. A branqueá-la! Quais abutres!

O árbitro é o mesmo: Pedro Proença.

As Proençadas são idênticas.

Na primeira, aos 85 minutos, com 2-2, em 2011/12, o futebolista dos andróides aproveitou-a. Teve engenho, porque a arte é do Proença.

Na segunda, aos 85 minutos, com 1-1, em 2012/13, o futebolista que representava a equipa andróide não a conseguiu aproveitar. Não teve engenho, porque a arte é do Proença.



Pedro Proença foi competente, a cinco minutos do final do jogo do título - quando o FCP estava dominado e mostrava-se incapaz de chegar com acutilância à baliza - oferecendo a vitória e o título ao FC Porto. Incompetente foi o jogador que falhou. Outro - sete minutos depois - haveria de resgatá-lo. Quem? Resgatou James e... Pedro Proença.

Regressando aos "Benfiquistas"

O símbolo dos Benfiquistas é a Águia.

O dos Benfiquenses é a Gaivota.

O dos BenfiQuistos é o Abutre. Ei-los. Os que confundem ineficácia de um futebolista do FCP com boa arbitragem do Proença.

No estádio dos portistas houve Proençada. O futebolista do FCP é que não aproveitou. Ao contrário do "outro futebolista" que soube aproveitar, em 2011/12, a Proençada. Ou seja Proença "roubou", antes e agora, o Benfica. Mas... neste País-à-beira-mar-plantado, a classificação de roubo ou não-roubo depende do saco com o saque ficar cheio ou vazio. Deixem-se de eufemismos. Houve roubo, ou tentativa de tal (apenas James não consumou...)

A parvoice não é, infelizmente, apanágio, nem um exclusivo dos "Não-Benfiquistas"! Podem "esparvoar" à vontade! Não queiram é fazer de todos os Benfiquistas... parvos!

Alberto Miguéns

NOTA: O texto programado para hoje está programado para logo ao meio-dia. E terá uma segunda parte à meia-noite, de 25 para 26 de Maio de 2013
5 comentários
comentários
  1. O grave foi a dualidade de critérios na mostragem dos cartões.

    O Danilo faz na 1ª parte duas faltas para amarelo. Nas duas o apitadeiro de serviço marca lançamento lateral.
    O Enzo Pérez e o Matic viram amarelo à primeira oportunidade.
    Quantos contra-ataques do Benfica foram parados em falta sem o respectivo cartão?

    ResponderEliminar
  2. Nem mais...

    Granda Miguéns...

    ResponderEliminar
  3. E do tempo de descontos e da forma como ele acabou o jogo, depois de até invasão de campo ter havido, ninguém fala?

    ResponderEliminar
  4. Bem visto.
    O engenho está nos corruptos, a arte está nos Proenças e xistras que nos aparecem pelo caminho...

    ResponderEliminar
  5. Mais grave ainda foi a pereirada da nomeação;influenciou o ânimo das equipas moralizando os azuis e desmoralizando os nossos que, rápidamente, ficaram condicionados no setor nevrálgico, o meio-campo. Pereira deveria ter vergonha e o Benfica deveria ter reagido com veemência.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail