A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

20/02/2013

Regresso dos Idiotas Úteis

20/02/2013 + 4 Comentários
OPINIÃO
NOTA: Por dificuldade "técnicas" (podem considerar-me um infoexcluído) não consigo uniformizar a letra do texto. As minhas desculpas, se bem que estas não se devem pedir, mas sim evitar.

 Os acontecimentos na ressaca dos último fins-de-semana (vai ser assim no campeonato nacional até o FCP se destacar para gerir na Liga dos Campeões), "obrigam-me" fazer algumas considerações, até porque o que se passou, "apenas" veio confirmar muito do que se tem dito - entre alertas e constatações - aqui neste blogue que tem por único, e exclusivo, interesse defender o Benfica, ou seja "ilustrar" o que, como (e quem quer) prejudicar o Clube e mostrar a grandeza do SLB (chega para defender um clube sem paralelo aqui neste Portugal).

Primeiro a "explicação" acerca do que se entende ser um "Idiota Útil" (texto igual ao que foi publicado, aqui no EDB, em 8 de Dezembro de 2013, num texto acerca do branqueamento feita à patada sobre o Rui Fonte). Quem leu este texto, pode avançar para o ponto da ordem de trabalhos de hoje!

Idiotas úteis...

No tempo da "Guerra Fria" (1945 - 1989) utilizava-se muito, e bem, a expressão "Idiotas Úteis". A "Guerra Fria" acabou com a "Queda do Muro de Berlim", mas os "Idiotas Úteis" continuam a existir. Aliás já existiam antes da "Guerra Fria". Sempre existiram e existirão...

«Lenine cunhou a expressão “idiotas úteis”, para designar aqueles ingénuos que, nas sociedades capitalistas e democráticas, ardendo em aspirações de estratosférica utopia, eram facilmente manipulados e conduzidos à vara pelos activistas comunistas, em actividades contra os seus próprios interesses como cidadãos dos respectivos países, e que favoreciam os interesses soviéticos.
“Idiotas” porque relativamente estúpidos (muitas vezes toldados de ingenuidade, por uma ideologia apetecível, porque justa, a favor dos mais fracos, humilhados e ofendidos), “úteis” porque a sua estupidez (muitas vezes, ingenuidade) era aproveitável por pessoas mais espertas».

O "Futeluso" alicerçou-se, construiu-se, alimentou-se, consolidou-se e mantém-se muito à custa dos ideólogos (como José Maria Pedroto e Pinto da Costa, por exemplo) que o idealizaram e criaram as condições para a sua existência e manutenção, mas também em centenas/milhares (em três décadas) de "Idiotas Úteis" em variados lugares e várias instituições. Alguns deles estão nos media, onde há alguma gente mal intencionada (mas a saber bem - muito bem - qual o seu papel) e outra gente, muito mais abundante, que por conveniência e interesse vegeta por lá, sem competência, para esconder as vigarices. São tolerados, apesar de incompetentes e negligentes, porque são convenientes, por serem coniventes. Por que para fazer notícias não se pode ser cego, cobarde e mentiroso.

Até em pequenas notícias - o que não quer dizer que não sejam graves - encontra-se muito material produzido por "Idiotas Úteis". Cegueira (não querem ver o que se passa), cobardia (têm medo de mostrar o que pode incomodar o poder) e mentira (a prosa não ilustra o que se passou).



Vítor Serpa, com crónicas mal-encavadas e xenófobas incentivadoras de violência
São crónicas como esta, a estigmatizar adeptos de outros clubes* em Braga que criam as condições para perseguições a adeptos que não sejam do SC Braga. Textinhos, que apesar de "malparidos" e desinspirados - até por isso, por serem "estúpidas" - servem de ideologia às claques do SC Braga. Mesmo que Vítor Serpa não tenha consciência, tal como já não teve quando - nas páginas d' A Bola propagandeavam a dedicação e exclusividade dos vimaranenses - ou seja, fizeram de Guimarães o que é na actualidade... um sítio impróprio para se viver em liberdade. Estas crónicas xenófobas semeiam a violência. Para perceber como textinhos e ideias que parecem sonsas são, afinal, rastilhos para fazer crescer a mediocridade, veja-se o filme "O Ovo da Serpente" de Ingmar Bergman. 

* outros é o Benfica, por que em Braga, só há adeptos do SL BENFICA e do SC Braga. Os restantes clubes - incluindo FCP e SCP - não têm significado estatístico. Um "Idiota Útil" nunca  define em quem pensa, nos Benfiquistas que se recusam a fazer parte do rebanho, e não escreveria Benfica, sem o diluir noutros emblemas, por que é um ser politicamente correcto e (a)cobardolas.




Assim vai o fantástico "Futeluso"


Alberto Miguéns

NOTA: A corrupção do FCP está muito para lá de viciar jogos através das arbitragens, como ontem! Está nas transmissões televisivas e no modo como os media portugueses encobrem (branqueiam) a vigarice! O Futeluso na Liga dos Campeões da UEFA!  Por isso, o FCP pode viciar (e vicia) o futebol português de alto a baixo que nunca um qualquer órgão de comunicação social investigará ou denunciará o que se passa. Mediocridade a quanto obrigas! Por isso não merecem ser respeitados pelos Benfiquistas! Viva a Marisqueira de Matosinhos! Olhem que não são, apenas, os árbitros que têm repasto pago!

Comentários:

Record
FC Porto: Golo de João Moutinho (1-0) Cruzamento tenso de Alex Sandro e o médio portista, de primeira, remata por baixo das pernas de Willy. Alguns protestos em relação à eventual posição irregular de Moutinho.
Com um golo de João Moutinho, o FC Porto colocou-se na frente da eliminatória frente ao Málaga, numa partida onde dominou por completo. Vantagem justa mas que coloca tudo em aberto para o jogo da segunda mão em Espanha.

……………………………………………………......

A Bola
56' Passe de excelência de Alex Sandro e João Moutinho, em zona frontal, remata de primeira, forte, sem hipótese de defesa para Caballero. Está inaugurado o marcador no Dragão.
1-0, GOLOOOOOOO de João Moutinho (FC Porto)

…………………………….....................

O Jogo
Passe de Alex Sandro para o interior da área, onde surge João Moutinho, livre de marcação, a desviar para dentro da baliza. Segundo golo do médio nesta edição da Champions.

………………………………………………

Maisfutebol

GOOOOOOOLLLLLOOOOOOO!!! F.C. PORTO ! 1-0 por João Moutinho!! A jogada começa num cruzamento de Alex Sandro da esquerda, rasteiro, perfeito para Moutinho marcar com um desvio de primeira, na cara de Caballero, aproveitando uma falha de marcação!
Nunca um golo irregular foi portador de tanta justiça. A fábula do gigante. Mágica, enternecedora, conciliadora de desejos e aspirações ao altar europeu. O gigante esmaga, o gigante arrasta e marca. Impressiona pela inteligência, diligencia com urgência, rodeia-se de uma plêiade sabedora e de confiança: João Moutinho, o gigante, faz deste F.C. Porto cada vez mais maior. O golo, prémio justo ao autor, sabe a pouco. A diferença entre dragões e andaluzes foi bem superior a esse detalhe. No Dragão, os dois mundos raramente se tocaram. O Porto é maior, é melhor, tem a obrigação de se fazer ouvir no La Rosaleda e seguir em frente. Izmaylov esteve a centímetros de marcar, Fernando escorregou quando podia ter feito golo. Duas ocasiões mais numa noite controlada durante 90 minutos pelos bicampeões de Portugal. O futebol dispensa certezas e foge de título feitos à pressa. Os sintomas, porém, apontam num sentido claro: há Porto, há Champions, há um gigante mandão a querer aparecer na Europa. Esta fábula merece mais capítulos na Liga dos Campeões.


   Linhas à "Sport TV"




SIC - Notícias

«Não há fora de jogo porque a mão de um jogador do Málaga põe Moutinho em jogo» RIBEIRO CRISTÓVÃO


Os sublinhados são da responsabilidade do EDB (os eufemismos que eles inventam. Lá criativos para encobrir o lixo são eles!)
4 comentários
comentários
  1. É tudo isso, amigos. Mas é também muito mais do que isso.

    O doping, no qual a testosterona tem um papel fundamental, ajuda-os a impor a e amostrar um futebol muito físico em que, como dizia alguém, "parece que jogam com o dobro dos jogadores e têm molas nos joelhos".

    ResponderEliminar
  2. Jonny8Forever20/2/13 12:28

    Isto está tudo entregue aos bichos!
    Há uma questão que me intriga. Como é que aqueles animais fizeram 90 minutos sempre com intensidade de pressão alta? É verdade que ocasiões de golo foram escassas, e também é verdade que o Málaga veio armar-se em Académica e raramente fizeram um contra-ataque com mudança rápidas que desgastassem os jogadores da Associação Criminosa, mas no fundo fico sempre de pé atrás com estas performances físicas daquela pandilha. Era assim que eu gostava de ver os jogadores do nosso Glorioso a disputar cada lance e a encher o meio-campo, sufocando os movimentos das equipas adversárias. Será que já estão a entrar num decréscimo de forma mais uma vez? Espero que não.

    Cumprimentos benfiquistas

    ResponderEliminar
  3. O Ribeiro Cristóvão conseguiu na mesma frase provar duas coisas:

    1. Não sabe as regras. A mão não joga a bola, por isso não conta para as marcações de foras-de-jogo;

    2. Precisa de uns óculos, porque mesmo com a linha marcada na mão do defesa, o Moutinho está fora-de-jogo;

    ResponderEliminar
  4. O Ribeiro Cristóvão tem razão. No dragão pode jogar-se com a mão dentro da área. Está por provar se são apenas os jogadores do porto que podem fazer uso desta excepção à regra. Até agora, sim.

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail