A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

08/02/2013

Cobardes, Subservientes e "Úteis"

08/02/2013 + 4 Comentários API

SERPADAS

Rui Fonte


Não tinha previsto fazer qualquer texto antes de sábado, mas depois de mais um dia de trabalho fui "surpreendido" com a habitual desinformação típica do "Futeluso", desta vez n' "A Bola TV"! Se calasse a minha indignação estava a fazer o que (tanto) critico... ficar indiferente perante mentiras e omissões!

Idiotas úteis...
No tempo da "Guerra Fria" (1945 - 1989) utilizava-se muito, e bem, a expressão "Idiotas Úteis". A "Guerra Fria" acabou com a "Queda do Muro de Berlim", mas os "Idiotas Úteis" continuam a existir. Aliás já existiam antes da "Guerra Fria". Sempre existiram e existirão...
«Lenine cunhou a expressão “idiotas úteis”, para designar aqueles ingénuos que, nas sociedades capitalistas e democráticas, ardendo em aspirações de estratosférica utopia, eram facilmente manipulados e conduzidos à vara pelos activistas comunistas, em actividades contra os seus próprios interesses como cidadãos dos respectivos países, e que favoreciam os interesses soviéticos.
“Idiotas” porque relativamente estúpidos (muitas vezes toldados de ingenuidade, por uma ideologia apetecível, porque justa, a favor dos mais fracos, humilhados e ofendidos), “úteis” porque a sua estupidez (muitas vezes, ingenuidade) era aproveitável por pessoas mais espertas».


O "Futeluso" alicerçou-se, construiu-se, alimentou-se, consolidou-se e mantém-se muito à custa dos ideólogos (como José Maria Pedroto e Pinto da Costa, por exemplo) que o idealizaram e criaram as condições para a sua existência e manutenção, mas também em centenas/milhares (em três décadas) de "Idiotas Úteis" em variados lugares e várias instituições. Alguns deles estão nos media, onde há alguma gente mal intencionada (mas a saber bem - muito bem - qual o seu papel) e outra gente, muito mais abundante, que por conveniência e interesse vegeta por lá, sem competência, para esconder as vigarices. São tolerados, apesar de incompetentes e negligentes, porque são convenientes, por serem coniventes. Por que para fazer notícias não se pode ser cego, cobarde e mentiroso.

Até em pequenas notícias - o que não quer dizer que não sejam graves - encontra-se muito material produzido por "Idiotas Úteis". Cegueira (não querem ver o que se passa), cobardia (têm medo de mostrar o que pode incomodar o poder) e mentira (a prosa não ilustra o que se passou).



Às 19.36 horas, n' A Bola TV, começaram a noticiar o que (pretensamente) se passou com Rui Fonte, tendo a locutora de serviço lido o seguinte: "O avançado lesionou-se pouco antes do intervalo do jogo da passada segunda-feira, no qual foi titular. Depois de saltar a uma bola, Fonte colocou mal a perna no chão e ficou agarrado ao joelho direito".


Mentirosos...
Como as imagens comprovam Rui Fonte não "saltou a uma bola". Rui Fonte corria com uma bola (a bola com que se jogava o encontro) quando foi rasteirado por Lucas, que além de "entrar de carrinho" para afastar a bola, impediu que Rui Fonte prosseguisse (com êxito) a jogada. E temendo (ainda, mesmo assim) que Rui Fonte o ultrapassasse, levantou a perna para atingir com o seu pé direito a perna esquerda de Rui Fonte, fazendo-o desequilibrar quando caiu, desamparado, no relvado, "estoirando" os ligamentos do joelho direito. Uma patada vergonhosa, de alguém - que pode saber dar pontapés, até na bola - mas que não sabe nem nunca saberá jogar futebol (é algo mais que dar pontapés numa bola). Apenas sabe destruir... o futebol e a perna de quem o sabe jogar!

Mais preocupante...
O aligeiramento mentiroso do lance maldoso que afastará um (o nosso Rui Fonte) profissional do futebol do... futebol durante muito tempo - tempo que será sempre de mais, nunca de menos - por outro (um tal Lucas) profissional do futebol, é uma lástima. Mas... o problema é que isto é o "prato do dia" no "Futeluso". Gente cega, cobarde, mentirosa e idiota útil, conivente com a aldrabice, dando-lhe a cobertura que ela - a aldrabice - necessita: esconder a verdade...

No jornal (e televisão) "A Bola" deixem de aldrabar a verdade. Podem enganar os leitores e teleouvintes, mas não mudam a realidade.
Alberto Miguéns (até à próxima, ou seja, até à meia-noite de 9 para 10 de Fevereiro de 2013)

NOTA: Desde muito cedo, na história do futebol, houve a necessidade de separar o futebol amador do futebol profissional, porque entendia-se que devia proteger-se - num jogo com contacto físico - quem vivia do jogo de quem o fazia por motivos lúdicos. Quem era amador podia jogar "mais à vontade" sem grandes preocupações de contrair lesões incapacitantes, de curto prazo ou crónicas (impedindo voltar a jogar) por que o seu sustento para o dia-a-dia não provinha do futebol. Com os profissionais tudo era diferente. Como profissionais - vivendo totalmente do futebol - havia que protegê-los de quem jogava "à vontade" e fazer jogos entre profissionais, onde há um código de conduta implícito pois todos estão sujeitos ao mesmo, por isso devem respeitar-se. E respeitar a profissão, é entre outros aspectos, respeitar os profissionais, seus semelhantes, com o mesmo modo de vida e sustento. O que não evita que haja sempre, e de vez em quando, os Lucas que não respeitam o jogo e os seus pares (futebolistas). Nada melhor do que pôr os Lucas fora-do-jogo, tanto tempo quanto o tempo que estiverem os Rui Fonte fora-do-jogo...

4 comentários
comentários
  1. Excelente post, caro Miguéns!

    Abraço Glorioso.

    ResponderEliminar
  2. Isto é serviço público a sério!
    Obrigado Miguéis

    ResponderEliminar
  3. Anónimo8/2/13 13:21

    uma demonstração de indignação contra a mentira !
    o senhor cada vez mais merece o meu respeito sr Alberto Miguéns tenho o jogo gravado mesmo depois de o ter visto e e de arrepiar A PATADA desse das favelas ao miúdo Rui Fontes depois de ver o miúdo agharrado a perna virou as costas e foi preciso o vitor chamar a atenção a esse ASSASSINO brasileiro de nacionalidade ...

    mas não se passa nada quer na liga quer na fpf a mafia e a mesma sempre contra os jogadores do glorioso


    continue a desmascara estes mafiosos androides sempre


    obrigado Alberto Miguéns e viva o Benfica

    k

    ResponderEliminar
  4. Anónimo8/2/13 13:23

    foi uma entrada a matar que deixou o rui no estaleiro e o grunho anda a passear e desfilar nas ruas da madeira..

    vergonhoso desporto este em Portugal....

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail