A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

23/09/2012

Há Pedidos Que Não Se Recusam

23/09/2012 + 2 Comentários API
Um amigo do EDB colocou a sequinte questão:


«BOA NOITE SR. ALBERTO MIGUÉNS, SEI QUE TEM POUCO TEMPO DISPONIVEL, MAS QUANDO TIVESSE OPORTUNIDADE, PODIA DISPONIBILIZAR UM QUADRO COM OS JOGOS DO GLORIOSO NA ESCÓCIA, COMO TEM FEITO NOS OUTROS CONFRONTOS EUROPEUS.»

OPINIÃO

O 2.º golo (José Augusto) na Escócia, em 1960, na 1.ª mão da 1.ª eliminatória da Taça dos Clubes Campeões Europeus em 1960/61
Há pedidos que não se podem recusar. Mesmo que isso implique tirar horas ao sono, ócio ou a compromissos sociais e familiares. Neste caso nem foram “horas” mas cerca de uma hora devido à escassez de jogos (apenas sete) do Benfica nas terras da Escócia.

No âmbito do Em Defesa do Benfica
Quando este blogue foi pensado e criado sabia-se que a melhor forma de defender o “Glorioso” é mostrar a sua grandeza. Algo que não ocorre nos media porque, estes pela sua habitual incapacidade (mediocridade e cobardia) têm sempre a necessidade de meter o Benfica no mesmo saco com FC Porto e Sporting CP, apesar de serem realidades completamente diferentes. Como nós sabemos, Portugal sente e o estrangeiro reconhece, o Benfica é incomparável…

Agradecimento
Responder ao pedido que foi feito ao EDB é fazer cumprir o objectivo primordial da criação deste blogue por isso aqui estamos a satisfazê-lo. Além disso, eu – Alberto Miguéns – como benfiquista não posso ficar indiferente ao modo como os leitores deste blogue reconhecem e valorizam as informações que o EDB divulga, por isso as solicitam… De facto, aumentam a minha responsabilidade, pois dificilmente haverá contraditório por serem, praticamente, informações únicas e em exclusivo. Isto faz com que estes textos e quadros tenham ainda mais valor, pois se são solicitados é porque os Benfiquistas acreditam que são importantes, para melhor conhecerem - evidenciarem e provarem - a grandeza deste clube sem igual. Obrigado por confiarem nas informações que o EDB divulga. Podem crer que haverá, sempre, o máximo de rigor histórico e estatístico, pois isso é respeitar o Benfica e os Benfiquistas de todas as gerações, mas em particular os que nos fizeram, no passado, tão gigantes.

Vida difícil nas Terras Altas da Grã-Bretanha
Quando tudo parecia indicar que os jogos na Escócia estariam ao nosso alcance o que se tem passado era imprevisível em 1960. Na estreia escocesa (frente à equipa dos protestantes – Hearts - da capital Edimburgo, pois a versão católica Celtic são os Hibernians) uma vitória, por 2-1, no arranque para a conquista do Campeonato Europeu. Depois vitórias nem vê-las, com dois empates e quatro derrotas e 6/14 em golos. Uma razia com forte contributo do Celtic FC: os últimos cinco jogos com 3/10 em golos. Eles nunca caminham a sós…

QUADRO I
JOGOS DO BENFICA NA ESCÓCIA
Época
Cmp
Res
Adversário
S
Estádio
Cidade
60/61
TCE
V 2-1
Heart of Midlothian FC
F
Tynecastle Parque
Edimburgo
65/66
Par
D 1-3
Rangers FC
F
Ibrox Parque
Glasgow
69/70
TCE
D 0-3
Celtic FC
F
Celtic Parque
Glasgow
74/75
Par
E 3-3
Celtic FC
F
Celtic Parque
Glasgow
06/07
TCE
D 0-3
Celtic FC
F
Celtic Parque
Glasgow
07/08
TCE
D 0-1
Celtic FC
F
Celtic Parque
Glasgow
12/13
TCE
E 0-0
Celtic FC
F
Celtic Parque
Glasgow

Os nossos nunca se sentem sós
Se na Escócia já fizémos sete jogos, fora dela fizemos outros tantos frente a equipas de clubes escoceses. Depois de dois confrontos (1-4 e 0-3) frente a adversários, então muito poderosos porque eram profissionais e o Benfica…não: amadores em 1913/14 e semi-profissionais em 1947/48, rapidamente invertemos a “andamento” com cinco vitórias nos últimos cinco condrontos e 13/1 em golos. E este golo sofrido foi obtido no Canadá. Em Portugal não sofremos golos (só com vitórias) nos últimos quatro jogos (10/0 em golos).

 QUADRO II
       JOGOS DO BENFICA, FORA DA ESCÓCIA, 
       COM EQUIPAS DE CLUBES ESCOCESES
Época
Cmp
Res
Adversário
S
Estádio
Cidade
País
13/14
Par
D 1-4
Third Lanark AC
N
Palhavã
Lisboa
Portugal
47/48
Par
D 0-3
Rangers FC
N
Nacional
Jamor
Portugal
60/61
TCE
V 3-0
Heart of Midlothian FC
C
Luz
Lisboa
Portugal
69/70
TCE
V 3-0
Celtic FC
C
Luz
Lisboa
Portugal
06/07
TCE
V 3-0
Celtic FC
C
SLB
Lisboa
Portugal
07/08
TCE
V 1-0
Celtic FC
C
SLB
Lisboa
Portugal
09/10
CNE
V 3-1
Celtic FC
N
BMO
Toronto
Canadá

Honremos agora os ases que nos honraram o passado



Alberto Miguéns

NOTA: A estreia do “Glorioso” frente a equipas escocesas ocorreu em 7 de Junho de 1914, quando um dos melhores clubes – no início das competições oficiais - da Escócia visitou Portugal. A vinda do Third Lanark Athletic Club, de Glasgow, foi um grande acontecimento pois nunca estivera em Portugal um grupo tão valoroso de futebolistas. O Third Lanark AC conquistara o principal título (Liga) da Escócia, em 1903/04 e a Taça da Escócia por duas vezes (1888/89 e 1904/05). Além disso, em Glasgow (já a principal cidade do futebol escocês com cinco clubes de grande categoria) vencera três edições da Taça Glasgow (1903, 1904 e 1909). Os escoceses estiveram em Portugal a convite de um clube histórico – actualmente inexistente, tal como o Third Lanark – o SC Império. Para garantir o sucesso desportivo e financeiro da iniciativa os organizadores pediram ao Benfica para participar – de graça – num jogo com os escoceses… apesar das entradas serem – algo pouco usual na época – pagas e bem pagas. O Third Lanark AC realizou cinco jogos em Lisboa, no campo de Palhavã, espaço arrendado pelo SC Império com cinco vitórias e 31/3 em golos.

JOGOS DO THIRD LANARK ATHLETIC CLUB
Data
Adversário
Res.
Observações
31.Mai.1914
Misto SCP + SCI
D 0-9
6 futebolistas do SCP e cinco do SCI
02.Jun.1914
Internacional (CIF)
D 0-8
O CIF jogou reforçado com três futebolistas do SLB
04.Jun.1914
Misto português de Lisboa
D 2-6
O misto teve dois futebolistas do Benfica
06.Jun.1914
Misto de ingleses de Lisboa
D 0-4
Jogadores de três clubes: Carcavellos C&FC, Lisbon CC e Internacional (CIF)
07.Jun.1914
SL BENFICA
D 1-4
Record em Portugal, até essa data, em assistencia e receita, num jogo de futebol

Sucesso desportivo
O SL BENFICA conseguiu a proeza de ter a menor derrota (por três golos) justificando a solicitação da sua presença. Note-se que o SC Império promoveu a deslocação dos escoceses, organizou cinco jogos, mas apenas o SLB actuou como clube, pois mesmo o Internacional “pediu” três futebolistas ao Benfica: Henrique Costa (defesa-direito), Herculano Santos (avançado meia-direita) e Alberto Rio (avançado meia-esquerda). No misto de Lisboa capitaneado pelo nosso Henrique Costa tivemos dois futebolistas, com o citado a defesa-direito e Artur José Pereira a médio-centro.

Sucesso financeiro
Portugal nunca vira nada igual. Dez mil pessoas a presenciarem um jogo de futebol e a… pagar! Recordes absolutos em espectadores e receitas! Se não fossem os Benfiquistas…

Para finalizar, esta evocação da nossa estreia (há mais de 98 anos) frente a uma equipa de futebolistas de um clube escocês, três documentos.


Uma digitalização da reprodução da crónica de Virgílio Paula no jornal “O Sport Lisboa”: 


A excelente equipa do Third Lanark AC

 
A valorosa equipa do SLB


Da esquerda para a direita. Florindo Serras (marcou o golo), Álvaro Gaspar, Carlos Homem de Figueiredo, Cosme Damião (capitão), Henrique Costa, José Domingues Fernandes, Luiz Vieira, Artur José Pereira, Paiva Simões (guarda-redes), Francisco Belas e Alberto Rio

2 comentários
comentários
  1. Boa noite, obrigado por responder a minha pergunta. Queria pedir desculpa por ter escrito mal o seu nome. Saudações benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Carlos Lima

      Espero não ter defraudado as suas expectactivas

      Gloriosas Saudações Benfiquistas

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail