A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

30/05/2012

Marcas e Marcadores (I)

30/05/2012 + 2 Comentários API
HISTÓRIA

Julinho (1919-2010)

Cardozo

             
NOTA PRÉVIA (conhecida depois do texto que "NOS interessa" estar programado): A saída de Leonardo Jardim do cargo de treinador do SC Braga é uma manobra de diversão do trio Pinto-Salvador-Jardim. Leonardo Jardim vai ser o treinador do FC Porto em 2012/13. Costa indicará a Salvador um treinador que terá a protecção dos andróides/ Sistema para continuar a manter o SC Braga em lugares do campeonato nacional que possibilitem de presença na Liga dos Campeões. Vítor Pereira será descartado dando a entender que recebeu uma proposta irrecusável do estrangeiro! A ver vamos!


Vamos ao que NOS interessa
O “Glorioso” é o clube com mais títulos de campeão nacional, num total de 32, mas tem outras marcas de valor inquestionável. Destaco nesta apresentação os golos marcados pelo Clube e pelos seus melhores goleadores.

Entre a década de 30 e os anos 50
A principal equipa de futebol do Benfica durante muitos anos não se caracterizou por ser muito “goleadora”, mas sim por ter um futebol eficiente, de regularidade, que sabia traduzir em pontos, exibições Q.B. Um futebol que assentava, e muito, na “genica”. Mais do que na espectacularidade pois não havia “condições” ($$$$$) para isso, ao contrário de outros emblemas…
Nas primeiras 21 edições do Nacional, entre 1934/35 e 1954/55 conquistámos oito títulos, mas (apenas…) por três vezes fomos o clube com mais golos marcados e só em três edições (das 21) tivemos o melhor marcador da competição: as duas primeiras pelo avançado-centro Julinho (1919-2010), em 1942/43 (época da sua estreia no “Glorioso”) e 1949/50 (ano da conquista da Taça Latina); e em 1951/52 pelo avançado-centro José Águas (1930-2000).

José Águas
A segunda metade da década de 50 é marcada pela qualidade de um avançado sem paralelo, até então, no futebol português… José Águas, que entre 1950/51 e 1962/63, em 13 temporadas é em cinco delas o melhor marcador do campeonato nacional, aproximando-se das seis temporadas de Peyroteo. Mas… José Águas era (e é) de outra dimensão, porque não jogava em força e brusquidão. Era classe pura, temperamento, valentia e nobreza. Inigualável.

Anos 60 e 70
Entre 1960/61 e 1972/73, durante 13 temporadas consecutivas o Benfica teve sempre o melhor ataque do campeonato nacional, com onze épocas com o melhor marcador da competição, e em quatro (três consecutivas) os dois melhores marcadores da prova! Um poderio sem paralelo com reflexos a nível internacional na Taça dos Clubes Campeões Europeus, com a presença em cinco finais em oito temporadas consecutivas, entre 1960/61 e 1967/68. Coube a José Torres (sucessor natural, como avançado-centro, de José Águas) sagrar-se o melhor marcador em 1962/63, impondo-se depois a dinastia Eusébio por sete vezes (cinco consecutivas) melhor marcador no campeonato nacional, deixando em duas épocas consecutivas o “trono” para o ponta-de-lança Artur Jorge. Em 1975/76 tivemos, mais uma vez, os dois melhores marcadores da competição.

Seis temporadas sublimais
Entre 1988/89 e 1993/94, durante seis temporadas o “Glorioso” foi o clube que formou equipas com maior capacidade em marcar golos, se bem que a nível colectivo, apenas, conseguisse três títulos de campeão nacional, com três avançados como melhores marcadores da competição, em três temporadas consecutivas. Se não fosse a manipulação interna das competições por parte de Pinto da Costa e companhia (Valentim Loureiro, Adriano Pinto e Lourenço Pinto) o Benfica dificilmente não somaria cinco ou seis triunfos no campeonato, tal a diferença para o FC Porto, como mostram as prestações – dos dois clubes - nas competições europeias desse período.

TOTAL DE GOLOS MARCADOS PELO SLB E GOLEADORES DO SLB ENQUANTO MELHORES MARCADORES NOS 78 CAMPEONATOS NACIONAIS
Época
Golos marcados SLB
Melhor marcador SLB
MA
Golos
Df.1.º
Goleador
GM
Dif
2.º
Clube
34/35
3.º
41
- 4





35/36
2.º
44
- 6





36/37
1.º
57
+ 3





37/38
3.º
34
- 33





38/39
2.º
44
- 13





39/40
3.º
58
- 29





40/41
4.º
39
- 20





41/42
4.º
74
- 19





42/43
74
- 4
Julinho
24
+ 3
Peyroteo
SCP
43/44
3.º
57
- 8





44/45
1.º
79
+ 7





45/46
1.º
82
+ 8





46/47
2.º
99
- 24





47/48
3.º
84
- 8





48/49
3.º
72
- 28





49/50
2.º
86
- 5
Julinho
28
+ 5
Mário Wilson
SCP
50/51
2.º
81
- 10





51/52
2.º
76
- 15
José Águas
28
+ 4
Ben David
ACP
52/53
2.º
75
- 2





53/54
3.º
62
- 21





54/55
3.º
61
- 12





55/56
2.º
76
- 1
José Águas
28
+ 6
Jaburu
FCP
56/57
2.º
75
- 11
José Águas
30
+ 4
Hernâni
FCP
57/58
3.º
59
- 20





58/59
2.º
78
- 3
José Águas
26
+ 2
António Teixeira
FCP
59/60
2.º
75
- 7





60/61
1.º
92
+ 31
José Águas
27
+ 3
José Augusto
SLB
61/62
1.º
69
+   3





62/63
1.º
81
+ 10
José Torres
27
+ 4
Eusébio
SLB
63/64
1.º
103
+ 41
Eusébio
28
+ 5
J. Torres
SLB
64/65
1.º
88
+ 27
Eusébio
28
+ 5
J. Torres
SLB
65/66
1.º
73
+   3
Eusébio
25
=
Figueiredo
SCP
66/67
1.º
64
+   8
Eusébio
31
+ 6
 Artur Jorge
AAC
67/68
1.º
75
+ 15
Eusébio
43
+ 15
 Artur Jorge
AAC
68/69
1.º
49
+   3





69/70
1.º
61
+   3
Eusébio
20
+ 3
Nélson
SCP
70/71
1.º
62
+ 11
Artur Jorge
24
+ 2
Vítor Baptista
VFC
71/72
1.º
81
+ 19
Artur Jorge
27
+ 6
José Torres
VFC
72/73
1.º
101
+ 36
Eusébio
40
+19
Flávio
FCP
73/74
3.º
68
- 28





74/75
2.º
62
- 2





75/76
1.º
94
+ 21
Rui Jordão
30
+ 1
Nené
SLB
76/77
2.º
67
- 5





77/78
3.º
56
- 25





78/79
1.º
75
+   5





79/80
1.º
79
+ 12





80/81
1.º
72
+ 19
Nené
20
+ 3
Jacques
SCB
81/82
2.º
60
- 6





82/83
2.º
67
- 5





83/84
1.º
86
+ 21
Nené
21
=
Gomes
FCP
84/85
3.º
65
- 13





85/86
3.º
54
- 10





86/87
3.º
50
- 17





87/88
3.º
59
- 29





88/89
1.º
60
+   4
Vata
16
+ 1
Jorge Silva
CSM
89/90
1.º
76
+   4
Magnusson
33
+ 16
Rui Águas
FCP
90/91
1.º
89
+ 12
Rui Águas
25
+ 1
Domingos
FCP
91/92
1.º
89
+   4





92/93
1.º
60
+   1





93/94
1.º
73
+   2





94/95
2.º
60
- 13





95/96
4.º
57
- 27





96/97
5.º
49
- 31





97/98
2.º
62
- 13





98/99
2.º
71
- 14





99/00
2.º
58
- 8





00/01
5.º
54
- 9





01/02
2.º
66
- 8





02/03
1.º
74
+   1
Simão
18
=
Fary
SCBM
03/04
2.º
62
- 1





04/05
2.º
51
- 15





05/06
2.º
51
- 3





06/07
2.º
55
- 10





07/08
2.º
45
- 15
Cardozo
13
-11
2.º
08/09
2.º
54
- 7
Cardozo
17
- 3
2.º
09/10
1.º
78
+   8
Cardozo
26
+1
Falcao
FCP
10/11
2.º
61
- 12
Cardozo
12
-10
4.º
11/12
2.º
66
- 3
Cardozo
20
=
Lima
SCP
                
FUTEBOLISTAS
MELHORES MARCADORES
NO CAMPEONATO NACIONAL

Eusébio                        7       63/64; 64/65, 65/66; 66/67;
                                                67/68; 69/70; 72/73
José Águas                   5       51/52; 55/56; 56/57; 58/59; 60/61      
Julinho                         2       42/43; 49/50
Artur Jorge                  2       70/71; 71/72
Nené                             2       80/81; 83/84
Cardozo                        2       09/10; 11/12
José Torres                  1        62/63
Jordão                          1        75/76
Vata                              1        88/89
Magnusson                  1        89/90
Rui Águas                     1        90/91
Simão                           1        02/03
 (12)                          (26)

NOTA1: Em 1967/68 e 1972/73, Eusébio melhor marcador
europeu (Bota de Ouro)

NOTA2:
Em 1965/66, Eusébio ex-aequo com Figueiredo (SCP) com 25 golos;
Em 1983/84, Nené ex-aequo com Gomes (FCP) com 21 golos;
Em 2002/03, Simão ex-aequo com Fary (SC Beira-Mar) com 18 golos;
Em 2011/12, Cardozo ex-aequo com Lima (SC Braga) com 20 golos;

São valores de excelência: com 29 edições (em 78 temporadas) como melhor ataque da competição; e com 12 goleadores em 26 épocas (nas 78 edições) como melhores marcadores da competição.

Alberto Miguéns

NOTA: Amanhã o quadro completo com todos os 78 melhores marcadores do “Glorioso”, número de golos, diferença para o melhor e respectiva classificação na lista dos melhores marcadores de cada edição, à semelhança de Cardozo, em 2007/08, 2008/09 e 2010/11.

2 comentários
comentários
  1. Uma correccao,
    Em 2002/03 o melhor marcador foi Fary do Beira-Mar, pois teve menos minutos em campo que Simão.
    Essa é a verdade.
    De qq forma parabéns pelo trabalho de pesquisa feito.

    Saudações,
    Filipe G.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em 2003/04 os melhores marcadores foram Simão e Fary. Dois! E não um. O melhor marcador é quem marca mais golos. Tal como em 2011/12 houve dois: Cardozo e Lima. dois.
      Depois há jornais, revistas, rádios, televisões e blogues que criam regulamentos para escolherem o "melhor marcador". Oficialmente, pela FPF, esse prémio não existe. E só a FPF tem poder para oficializar troféus oficiais. O resto são tretas que cada um toma as que quiser.

      Alberto Miguéns

      Eliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail