A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

25/01/2012

Eusébio: 70 Anos, Realidades e Mitos

25/01/2012 + 14 Comentários
EFEMÉRIDE



Eusébio na equipa principal de futebol com o “Manto Sagrado” marcou 638 golos em 614 jogos, num total de 52 939 minutos, em média, um golo a cada 83 minutos, durante 15 temporadas, entre 1960/61 e 1974/75. Nesses 614 jogos as equipas do “Glorioso” das quais fez parte marcaram 1698 golos, com 1620 a serem marcados com Eusébio em campo, antes de ser substituído (em 53 encontros), abandono por lesão (três jogos), expulso (dois jogos) ou depois de ser utilizado como suplente, em 14 jogos. Em 614 jogos, o Benfica venceu 407 (66 por cento) e empatou 106. Em 1620 golos, Eusébio marcou 638 (39 por cento) e assistiu outros futebolistas para mais… 351 golos, ou seja participou, directamente, em 61 por cento dos golos do Benfica. É… Eusébio! Inigualável!

Hoje o nosso extraordinário Eusébio completa sete décadas de vida. 25 de Janeiro é um dia de alegrias e tristezas. Comecemos pelas tristezas. Passam hoje oito anos (2004) que em Guimarães faleceu Fehér e quatro anos (2008) que nos deixou, fisicamente, um funcionário ímpar do “Glorioso” e também futebolista entre 1936 e 1945, Joaquim Macarrão. Neste dia a principal equipa de futebol do Benfica consentiu seis derrotas, dois empates e sofreu 18 golos. Vamos às alegrias. Completa hoje o 95.º aniversário o 27.º presidente da Direcção do SLB, Fernando Martins, bem como o nosso n.º 1, o guarda-redes Artur que comemora neste dia o 31.º aniversário. Neste dia a principal equipa de futebol do Benfica conseguiu em 17 jogos, obter nove vitórias e marcar 36 golos, com Eusébio como “melhor marcador do dia”, com três golos, a par de Manniche, também com três tentos. Eusébio marcou golos, em 25 de Janeiro à equipa da Universidade Católica Chile (um golo em 1967) e ao São Paulo FC (2 golos em 1968).

70 ANOS


Imperador do Futebol
Em Lourenço Marques, há 70 anos, nasceu um prodígio do futebol mundial. Eusébio da Silva Ferreira não é apenas um dos melhores futebolistas do Mundo, nos 148 anos de existência do futebol. Eusébio foi um dos poucos jogadores que inovou, e acrescentou, ao futebol muito mais do que “apenas” marcar golos. Eusébio, pelas suas características, tanto marcava golos como fazia assistências para que outros marcassem. Foi o primeiro grande goleador a contribuir para que outros avançados marcassem tanto como ele. Se ele marcou mais foi porque jogava mais tempo, podendo emparelhar com outros avançados porque a equipa nunca ficava a perder.

Eusébio nem começou a avançado-centro e foi perto do ocaso da sua longa carreira que passou a jogar a ponta-de-lança. Notável, até porque ilustra a singularidade (e pioneirismo) da sua marca no futebol mundial. Eusébio marcava golos de “toda a maneira e feitios”, por isso os treinadores podiam colocá-lo em áreas mais afastadas da baliza para ele assistir José Águas, José Torres ou qualquer outro avançado-centro, pois a sua capacidade física, improviso e técnica permitiam-lhe marcar golos de longe ou driblar e fintar sucessivamente até junto da baliza para facturar golos. Golos de bola corrida ou parada, dentro ou fora da grande-área fizeram de Eusébio um notável goleador. Mas ele foi muito mais do que isso. Foi o primeiro grande goleador mundial a permitir que os avançados da sua equipa marcassem mais do que ele. Foi assim com José Águas e José Torres, muitas vezes melhores marcadores de várias competições – Taça dos Clubes Campeões Europeus, Campeonato Nacional e Taça de Portugal – porque jogavam na equipa com… Eusébio.

Foi o primeiro grande goleador do futebol mundial a fazer assistências para permitir que outros marcassem golos. Um pioneiro neste aspecto que depois se vulgarizou, ainda que nenhum outro conseguisse atingir os seus valores, pois Eusébio tinha capacidades invulgares, tanto marcava em força como em habilidade.

O Futebol não é um jogo de vida ou de morte. É muito mais do que isso!
A FIFA, fundada em 21 de Maio de 1904, tem 208 filiados. A FIFA calcula que haja cerca de 265 milhões de futebolistas inscritos anualmente – valores de 2006 - nessas 208 federações nacionais. Há 301 mil clubes que formam 1 752 000 equipas. Entre 265 milhões de jogadores de futebol, estima-se em 110 mil os futebolistas profissionais. Se pensarmos que o futebol foi criado há quase 150 anos, em 26 de Outubro de 1863, por doze clubes londrinos, podemos imaginar que mais de dois mil milhões de seres humanos já o praticaram de um modo organizado, e centenas de milhares de milhões (onde eu me incluo) já o “praticaram” em futeboladas de rua e escola.

Se assim é, porque tem tanto valor profissional, ou seja, porque se paga tantos milhões de euros/ libras/ dólares aos melhores futebolistas mundiais. Com tantos milhões… a jogar deveria pagar-se para jogar futebol e nem receber um euro, quanto mais milhões deles! É que dar pontapés na bola é fácil, mas jogar futebol está ao alcance de poucos.

REALIDADES

Só comparável no Mundo
Eusébio não tem comparação em Portugal, antes, durante e depois de jogar futebol. Eusébio é de outra dimensão. É do Mundo. E não houve antes dele, nem depois dele (até ver) qualquer português que, sequer, se assemelhe. Só bazófias que o tempo, juiz implacável, tem levado.

Entre tantos (milhões e milhões) futebolistas não é fácil escolher na actualidade ou no passado, e ainda mais complicado, comparar futebolistas que jogaram em épocas diferentes. Mas… entre o que se estudou e estuda, o que se disse e diz, o que se escreveu e escreve, o que se ouviu e ouve e o que se viu e vê, chega-se à conclusão que não são muitos os futebolistas que merecem ser destacados, ainda que haja a tentação de incluir muitos da actualidade que parecem “do outro mundo” mas daqui a meia dúzia de anos já ninguém, sequer, se lembra dos nomes, pois todos os anos surgem “fornadas” deles. Quanto a mim, podemos dividir os melhores de sempre – e serão sempre goleadores (que me perdoem os guarda-redes, defesas, médios e “outros” avançados) - em dois grupos: os melhores executantes do seu tempo e os inovadores.


Exímios executantes mundiais
Entre milhões de futebolistas, há alguns, poucos, que conseguem ser os melhores da sua geração. São jogadores que elevam a um expoente máximo as capacidades dos futebolistas. Fazem com perfeição o que alguns apenas fazem bem e outros apenas imaginam ser possível fazer. São executantes de excelência que marcam os 150 anos da história do futebol. Sendo o futebol inglês o que primeiro se organizou, ou não nascesse o futebol em Inglaterra, e que se profissionalizou, foi também onde surgiu, como corolário desse desenvolvimento físico, táctico e técnico, e organização das competições e troféus, o primeiro génio do futebol – Stanley Matthews.

Stanley Mattheus (1932/1965) 
Nasceu em Hanley, uma pequena cidade no subúrbio norte de Stoke-on-Trent em 1 de Fevereiro de 1915, no centro de Inglaterra. Iniciou-se no Stoke City, aos 15 anos, tendo uma longa carreira de 33 épocas como profissional – Stoke CFC (19 anos, 1932/33 – 1946/47 e 1961/62 – 1964/65) e Blackpool FC (14 anos, 1947/48 – 1960/61).
Avançado, como interior-direito, com 1,74 metros, dotado de excelente resistência, driblava, fintava com uma eficácia, como não havia memória e registos em Inglaterra. Foi ele o primeiro grande resultado da super-organização do futebol encetado pela FA (Football Association) Federação Inglesa durante o pós I Guerra Mundial.
Entre jogos oficiais e particulares (raros em Inglaterra, devido aos calendários oficiais muito preenchidos) são-lhe atribuídas cerca de mil presenças em jogos e uma centena de golos, mais um número de assistências para golo impressionante. Pode dizer-se que foi o primeiro jogador “moderno”, ou seja, aquele em que o jogo deixou de ser improvisado para ser pensado. Diz-se que idealizava as jogadas vendo outros a jogar, como espectador, e depois executava-as dentro de campo. O melhor executante mundial entre os anos 30 e 40, sem paralelo, em consistência e evolução como futebolista nas seis décadas iniciais do futebol britânico.
Faleceu Stoke-on-Trent, aos 85 anos, em 23 de Fevereiro de 2000. Uma lenda do futebol.




video


Pelé (1956/1977) 
Edson Arantes do Nascimento nasceu em 21 de Outubro de 1940 na pequena localidade de Três Corações, na região sul do estado brasileiro de Minas Gerais. Ainda criança os pais foram viver para Bauru, na grande metrópole de São Paulo, com o jovem a integrar o pequeno clube (Bauru AC). Aos 15 anos, no Santos FC, iniciou uma carreira profissional que duraria 20 temporadas: Santos FC (18 anos, 1956/57 – 1973/74) e Cosmos Nova Iorque (2 anos, 1975/76 e 1976/77).
Avançado com 1,71 metros tinha uma capacidade técnica apurada, conseguindo golos prodigiosos. Era um finalizador nato, que marcava após jogada colectiva ou criava ele próprio as situações de golo.
Actualmente, com 71 anos é um embaixador do futebol mundial.






video


Maradona (1976/1997)
Diego Armando Maradona nasceu em 30 de Outubro de 1960, na cidade de Lanús, no subúrbio sul de Buenos Aires. Aos nove anos jogava no popular clube AA Argentinos Juniors, onde fez a formação durante sete temporadas. Teve uma longa carreira de 20 anos: AA Argentinos Juniors (6 anos, 1976/77 – 1981/82), CA Boca Juniores (3 anos, 1981/82 e 1995/96 a 1996/97), FC Barcelona (2 anos, 1982/83 e 1983/84), SSC Nápoles (7 anos, 1984/85 a 1990/91), Sevilha FC (um ano, 1992/93) e CA Newell’s Old Boys (um ano, 1993/94). Um futebolista com 1,66 metros, de recursos ilimitados e inimagináveis. Era imprevisível, mas o que se propunha fazer era com intenção e objectividade. Tinha uma gama de recursos fabulosos conseguindo proezas fantásticas, com jogadas rendilhadas de grande beleza. Foi o melhor futebolista do mundo durante mais de uma dezena de épocas.
Actualmente, com 51 anos, anda envolvido em polémicas… como sempre!




video


Grandes inovadores mundiais
Entre milhões de futebolistas, há alguns, poucos, que conseguem ser os melhores da sua geração. Entre estes há depois os predestinados, que por vários motivos, marcam não só a sua geração mas as seguintes. Depois deles o futebol nunca mais voltaria a ser o mesmo. Inovam e tornam-se depois os geradores de novos craques que aperfeiçoarão as suas aptidões.

Di Stéfano (1945/1966) 
Alfredo Estéfano Di Stéfano Laulhé nasceu em Buenos Aires, há 85 anos, a 4 de Julho de 1926. Chegou tarde ao futebol, com 17 anos, iniciando-se no CA River Plate. Teve uma carreira de 21 anos como profissional: CA River Plate (4 anos, 1945/46 – 1948/49), CD Milionários Bogotá/ Colômbia (4 anos, 1949/50 – 1952/53), Real Madrid CF (11 anos, 1953/54 – 1963/64) e RCD Espanhol Barcelona (2 épocas, 1964/65 e 1965/66).
Foi um avançado com uma capacidade técnica conjugada com uma velocidade sem precedentes. O futebolista conseguiu juntar os dois predicados, tornando-se um avançado, com 1,78 metros, de eficácia avassaladora. Revelava um sentido apurado pela baliza, concretizando golos com aparente facilidade ou de grande mestria, quer imprimindo velocidade de desmarcação, quer utilizando os seus recursos técnicos de grande valia. Foi o primeiro avançado, com carreira prolongada, produtiva e a nível elevado, a criar situações de golo e concretizá-las. Até Di Stéfano o avançado-centro jogava mais fixo junto dos defesas, servindo, essencialmente, para finalizar as jogadas da equipa. Com ele, e para além disso, o futebolista recuava ao meio-campo quando o jogo se centrava junto da defesa da sua equipa, para depois criar as suas próprias situações de golo e concretizá-las. Tornou-se um futebolista lendário, por ser um novo modelo de avançado, versátil, habilidoso, rápido e eficaz. Um prodígio. Um criador. Um goleador. Um inovador. Seria Pelé quem melhor desenvolveria a sua forma de jogar.








video


Eusébio (1961/1980) 
Eusébio da Silva Ferreira elevou a fasquia do goleador a outra dimensão. Além de ser criativo, veloz, potente, marcando em habilidade ou força, de bola corrida ou parada, Eusébio era, ao contrário dos goleadores, que devem ser “egoístas”, um fantástico dinamizador do colectivo. As suas características únicas, permitiram a Béla Guttmann e treinadores seguintes, enquanto teve fulgor físico (início dos anos 70), colocá-lo atrás da linha atacante (três avançados) funcionando como 4.º avançado, actuando entre os centrocampistas e a linha avançada. Foi o primeiro grande goleador a fazer assistências, em número elevado, e durante muitas temporadas, para a linha de atacantes. Nunca antes visto com tanta consistência e durante tanto tempo.





video


Messi (desde 2004) 
Lionel Andrés Messi nasceu em 24 de Junho de 1987, há 24 anos, na cidade argentina de Rosário, no interior do país. Aos sete anos iniciou a formação no CA Newell’s Old Boys (1995/96 a 1999/2000) ingressando depois no FC Barcelona, onde terminou a formação e iniciou a carreira profissional, em 2004/05, aos 17 anos.
Trata-se de um futebolista ímpar com funções nunca vistas para um goleador. Para além de marcar golos e fazer assistências para outros marcarem, Messi faz assistências decisivas (abertura de jogo) para quem vai fazer assistências para golo. É um inovador. Se Di Stéfano “criou” o espaço para fazer golos, Eusébio inventou a possibilidade de fazer golo ou assistir para golo, Messi inventou o “terceiro passe”, a abertura decisiva que levará a bola da sua equipa para a baliza contrária, sendo ele ou não o finalizador. Messi é uma espécie de futebolista – o primeiro em 150 anos de futebol – que não se sabe bem o que é! É centrocampista-avançado ou avançado-centrocampista? É goleador ou não? É um grande futebolista. O melhor da sua geração. E pacato. Como só os gigantes sabem ser!






video

O Benfica teve muita sorte com Eusébio
O jovem moçambicano chegou a Lisboa em 15 de Dezembro de 1960 mas apenas conseguiu estrear-se com o “Manto Sagrado” em 23 de Maio de 1961, num jogo da categoria Reserva frente ao Atlético CP (V 4-2 com três golos de Eusébio). Só cinco meses (15 de Maio) depois da sua chegada ao aeroporto da Portela a DGD (Direcção Geral de Desportos ou... DG... S (de Sporting) para muitos desportistas - foi obrigada a autorizar (e legalizar) a inscrição no Benfica por reconhecer que havia impossibilidade de Eusébio jogar no Sporting CP. Foi a sorte de Eusébio e do Benfica. Eusébio permitiu ao Benfica continuar a conquistar títulos nacionais, até com maior frequência, prolongar o domínio no futebol europeu, participar e conquistar troféus de prestígio, divulgar o Clube por todo o Mundo pelas digressões planetárias que se realizavam todas as temporadas e obter receitas que permitiam a contratação dos melhores futebolistas portugueses, num tempo em que, “mandava a tradição”, só podiam jogar nas equipas de futebol do Clube atletas portugueses. Com Eusébio, o melhor clube português desde os anos dez, ou seja, desde sempre, reforçava os laços da sua eterna popularidade em Portugal e consolidava o recente prestígio internacional.

MITOS

Eusébio teve muita sorte com o Benfica
Se o Benfica teve muita sorte em ter a defender o emblema um futebolista ímpar como Eusébio, o nosso craque também teve toda a sorte do Mundo em ser Benfiquista desde miúdo, ter escolhido e jogado no “Glorioso”. É que Eusébio integrou, só, o Campeão Europeu e Bicampeão Nacional, que conquistara a Taça Latina há onze temporadas e que nesses últimos onze anos, conquistara cinco títulos de campeão nacional e seis Taças de Portugal. Além disso, o futebol do Benfica estava há mais de cinco épocas (desde 1954/55) completamente profissionalizado e organizado para potenciar e aproveitar o que de melhor tinham os futebolistas. Um plantel de onde saíam equipas à medida de Eusébio, para este com o seu talento e classe fazer jogar, marcar golos e conquistar títulos e prestígio. Eusébio deu muito ao Benfica, mas não sei se o Benfica não lhe deu muito mais, ou pelo menos, permitiu que fosse a figura ímpar e popular que ainda é na actualidade.


Quanto tempo demorará a baptizarem o Estádio Nacional com o nome de Eusébio. Estão à espera de quê? Idiotas!

Alberto Miguéns

MITOS

NOTA: Como se esperava o “Record” lá veio com a lenga-lenga do costume sem suporte na realidade. Foi Eusébio que transformou o Benfica no maior clube português. MENTIRA!

Record 22 de Janeiro de 2012
Quando Eusébio se estreou com o “Manto Sagrado” no Campeonato Nacional, em 8 de Junho de 1961 (26.ª e última jornada, Estádio do Restelo, V 4-0, CF “Os Belenenses”) o “Glorioso” já conquistara o 11.º título de Campeão Nacional há… três jornadas e há mês e meio, em 23 de Abril de 1961 (23.ª jornada, Estádio do SLB, V 7-1, SC Braga). O SLB tinha 11 títulos de Campeão Nacional antes de Eusébio jogar, mas Eusébio também conquistou esse título, porque jogou 90 minutos, nessa última jornada, e marcou um dos 92 golos do “Glorioso” nesse 11.º título do Clube.

Quando Eusébio se estreou, o Benfica era o clube com mais títulos de Campeão Nacional:

SLB  11      35/36-36/37-37/38-41/42-42/43-44/45-
                     49/50- 54/55-56/57-59/60-60/61

SCP  10     41/42-43/44-46/47-47/48-48/49-50/51-
                    51/52-52/53-53/54-57/58

FCP 5       34/35-39/40-40/41-55/56-58/59  

CFB 1        45/46

Quando Eusébio se estreou, o Benfica era o clube com mais títulos na Taça de Portugal:

SLB  13     29/30-30/31-34/35-39/40-42/43-43/44
                    -48/49- 50/51-51/52-52/53-54/55-56/57
                    -58/59

SCP    9     22/23-33/34-35/36-37/38-40/41-44/45
                     -45/46-47/48-53/54

FCP   6     21/22-24/25-31/32-36/37-55/56-57/58

CFB   5     26/27-28/29-32/33-41/42-59/60

SC Olhanense                     1        23/24

CS Marítimo                       1        25/26

Carcavelinhos FC              1        27/28

Académica Coimbra         1        38/39

Quando Eusébio se estreou, o Benfica era o único clube português com títulos europeus:

Taça Latina                1        1950
Taça Campeões        1        1960/61

Quando Eusébio se estreou, o Benfica era o clube mais popular, ecléctico e titulado do desporto e futebol português. Será que o “Record” alguma vez perceberá isso!?

Que no “Record” aprendam a ser sérios e honestos. Se não conseguirem ser mais.... Vão dar uma volta…
14 comentários
comentários
  1. @Hugo filipe82:

    PARABÉNS "King"! Que continue no Trono por mais e bons anos!!!

    ResponderEliminar
  2. @Hugo Filipe82:

    Já agora...

    ‎"Trio de Ataque ao BENFICA" - RTP Inf. ontem >> uma GRANDE FALTA DE RESPEITO para com o "KING" Eusébio (a um dia do seu 70º aniversário)
    Porcos Nojentos fdp execráveis!!!!!

    * ver o video do min 1:00 até ao min 14:30
    >> http://tv1.rtp.pt/programas-rtp/index.php?p_id=17798&e_id&c_id=7&dif=tv

    P.s - Esse Migalhas(sai da frente) Guedes... é um cab*** de m**da da pior espécie!!!! P A L H A Ç O

    ResponderEliminar
  3. Alberto, andam aí uns iluminados a dizer que o Peyroteo é melhor que o Eusébio....
    O que é que se pode responder a uma idiotice dessas?

    ResponderEliminar
  4. @Hugo Filipe82:

    Era com isto é que o Sr. Doutor/Psiquiatra/Sexólogo(só que pra Defender mt bem o SLB, tá quieto) Júlio Machado Vaz devia ter respondido a esses cabroes de m**da:

    1 >http://www.youtube.com/watch?v=QuU7vfzzFx8

    2 >http://www.youtube.com/watch?NR=1&v=SrRPFu6Jw8Q&feature=endscreen

    Mas como o Sr.Doutor/Psiquiatra/Sexólogo(só que pra Defender mt bem o SLB, tá quieto) Júlio Machado Vaz é muito 'anjinho/mansinho' ficou impávio e sereno deixando os 'tubarões retrassarem-nos 'sem dó nem piedade, enfim...

    Volta APV,tás perdoado!!!

    ResponderEliminar
  5. KLÁP..... KLÁP... KLÁP.

    Parabéns a você,
    nesta data querida,
    muita felicidade,
    muitos anos de vida

    forçaaaaaaaaaaaaaa EUSÉBIO .....

    ResponderEliminar
  6. Hoje Eusébio faz 70 anos
    Porque Deus assim quis
    O que mais desejamos
    É que seja feliz

    força Benficaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderEliminar
  7. Teixeirinha


    Parabéns nesta data querida
    Mais um ano de vida que tens
    Vamos todos cantar pra você
    Parabéns parabéns parabéns

    Parabéns nesta data querida
    Mas um ano de vida que tens
    Vamos todos cantar pra você
    Parabéns parabéns parabéns

    Como é linda esta data de hoje
    Salve salve o seu aniversário
    Deus lhe dê muitos anos de vida
    Prá viver mais de um centenário
    Você hoje é feliz mais feliz
    Esta data vai deixar saudade
    Voltaremos pro ano outra vez
    Desejar-te mais felicidades

    Parabéns nesta data querida
    Mas um ano de vida que tens
    Vamos todos cantar pra você
    Parabéns parabéns parabéns

    Os anjinhos do céu nesta hora
    Descerão cá na Terra por que
    Assoprar as velinhas do bolo
    E cantar parabéns á você

    Viva o aniversariante EUSÉBIO DA SILVA FERREIRA

    Viva

    Viva O Sport Lisboa e Benfica

    ResponderEliminar
  8. O Real Madrid postou no seu facebook os parabens ao eusebio http://www.facebook.com/RealMadrid

    ResponderEliminar
  9. Parabéns Pantera Negra! Que passe um dia feliz!

    karlos

    ResponderEliminar
  10. Parabéns! sr EUSÉBIO

    A dobrar. Pelo aniversário e por deixares tanta gente com uma cabeça enorme .

    zz

    ResponderEliminar
  11. Porque a memória do Benfica não é só feita de grandes jogos, mas também dos grandes jogadores

    Eusébio é para mim o melhor jogador de todos os tempos .A sua magia e ao mesmo tempo a humildade que o caracteriza fazem dele uma pessoa extraordinária que para sempre estará nos corações dos benfiquistas.
    Parabéns Eusébio ..

    Sempre Benfica

    ResponderEliminar
  12. Eusébio da Silva Ferreira, o melhor jogador português de todos os tempos faz hoje 70 anos ...
    Que seja muito feliz,na companhia dos seus ..

    Força Benfica SEMPRE

    ResponderEliminar
  13. Obrigado por tudo, Eusébio da Silva Ferreira!

    Excelente blog! Parabéns!

    aguiar

    ResponderEliminar
  14. Nada. Só podemos igorar essa gentalha!
    maria

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail