A criação deste Blogue, ideia de António Melo, tem como objectivo divulgar, defender o Sport Lisboa e Benfica e a sua Gloriosa história. Qualquer opinião aqui expressa vinculará apenas o seu autor, Alberto Miguéns.

SEMANADA: ÚLTIMOS 7 ARTIGOS

11/10/2011

Carta aberta às Dianas ignorantes 2

11/10/2011 + 2 Comentários API

Campa de José Monteiro da Costa

"É com imenso lisonjeio e alguma graça que reparo, ao cabo de quase 2 meses, que tive direito a um post a mim dedicado. Peço desculpa, mas tenho mais que fazer da minha vida do que consultar as vossas "teorias" caros "amigos". Daí que, apenas hoje e por coincidência através de um amigo benfiquista tenha sido chamada à atenção do perfeito "altar" que me foi aqui erguido. Ele coitado, pensando que isso me iria afectar quase demarcou a bandeira despregada este post, que com muito gosto e piadola li de fio a pavio. Nada mais digo do que isto: é absolutamente sintomática esta obsessão quase doentia e convenientemente enviesada por tudo o que se possa "pegar" relativamente ao FCPorto, com uma selectividade argumentativa e de opinião que já nem me choca vinda da facção de onde vem. Sendo que essa obsessão da data de fundação não é por mim partilhada relativamente ao seu clube (e reitero que não sei, nem estou interessada em saber concretamente o porquê de assumirem a data de fundação de um clube que nem o mesmo nome tinha), não entendo estas mesquinhices como nada mais que ódio gratuito e com um motivo perfeitamente identificado: o FCPorto ganha muito cá dentro e no estrangeiro e isso deixa muita gente com a garganta arranhada. Para um bloque com a denominação "Em defesa do benfica", acho que mereciam um nível um pouco mais elevado acima do anti-portismo pré-histórico. Mas enfim, isto é como tudo e apenas emito a minha opinião que aqui estou consciente de que servirá de muito pouco. Agradeço mais uma vez toda a atenção despendida sobre a minha pessoa e prometo que amiúde tentarei arranjar tempo para me rir um bocadinho em vossa companhia que é sempre relaxante."
( comentário de Diana Maia, portista e sábiamante "ignorante")



                                                Carta aberta às Dianas ignorantes 2


Percebemos perfeitamente que se ria,pois os tolos assim se expressam, e no seu caso também, por falta de argumentação, por conveniência em não enfrentar a verdade, transformando as "vitórias" subrepticiamente conseguidas, em mote para fugir ao essencial da questão discutida e levantada aqui.
Pode negar o pagamento de viagens de férias ao Brasil à família Calheiros, por parte do seu clube?
Pode negar, que o seu Presidente e vários dirigentes foram apanhados em escutas, evidentes de condicionar resultados, que levaram às tais "vitórias"?
Pode contestar que o presidente do seu clube, ferveroso católico, fez passar a sua concubina, por sua tuturanda, enganando o chefe máximo da igreja que professa e que mais tarde a apelidou de rameira? E só descobriu ao fim de 6 anos?
Pode negar a imagem acima, de "gratidão portista ao seu fundador", José Monteiro da Costa, erigida por dirigentes do do clube em 1963 ?
Pode negar os documentos que abaixo publicamos e que foram publicados pelo seu próprio clube, em 1933 e 1956?
Sera ódio fraticida?
O que não quer compreender, é que não há em nós odio ao clube, há sim nojo a uma forma de estar dos dirigentes actuais, que se comportam de forma contraventora e há revolta por estarmos num país, onde estes comportamentos passam impunes. Sejam do seu clube ou de outro qualquer.
Caríssima Diana Maia, gosta de facto de um clube capaz de cometer adultério consigo próprio e que se alimenta do impudor,um clube de dignidade vegetativa. Um clube que, pelo desleixo moral,deveria sofrer punições justas, pois das vergonhas não se livram.
O que está aqui em questão, é apenas provar, que quem se adultera a si próprio da forma que estes documentos demonstram, adultera o essencial que deve existir na contenda desportiva. Verdade e que vença o melhor.
Sois os melhores enganando, manipulando,mas, não jogando.
Aqui ficam os documentos escritos, pelo historiador oficial do seu clube e reproduções descritas da verdadeira fundação, por companheiros de José Monteiro da Costa.
Espero que não considere mesquenhices, estes documentos oriundos do seu próprio clube e muito menos um ódio primário e pré-histórico, destes fundadores. Ou talvez sim, provando que para si o Porto começou efectivamente com Pinto da Costa e então está na hora de mudar a data de fundação outra vez, Agora de 1893, para 1983. Afinal são os mesmos algarismos e isto do rigor é mesquinhes dos Benfiquistas. Pobreza.
Vá-se rindo, mas feche a boca, não vá entrar mosca.
Até Al Capone acabou mal.

P.S  Arranje um tempo e consulte os documentos. O saber não ocupa lugar. E a verticalidade de caracter também não.

                                                                                                     António Melo

                                                                          





2 comentários
comentários
  1. Apenas vou comentar aquí, mais uma IGNORÂNCIA de alguém: não sabe porque razão se comemora a data de fundação de um clube que agora tem "outro" nome .... MAS CRITICA!

    ResponderEliminar
  2. Só acho que isto é dar pão a por
    co(a)s...

    ResponderEliminar

Em Defesa do Benfica no seu E-mail